10/04/2012

Florianópolis tem o primeiro condomínio residencial do país com captação de energia eólica

Florianópolis tem o primeiro condomínio residencial do país com captação de energia eólica

Fonte: Revista do ZAP

Localizado no Novo Campeche, em Florianópolis, o Neo Next Generation tem duas hélices para geração de energia eólica. Os apartamentos devem ser entregues em maio de 2012

Deve ser entregue em maio de 2012 o primeiro empreendimento residencial do Brasil com captação de energia limpa dos ventos. Localizado no Novo Campeche, em Florianópolis, o Neo Next Generation tem duas hélices para geração de energia eólica.

Divulgação
















Projeto da incorporadora Asas e desenvolvido pela Buzz Inteligência Imobiliária, o Neo é composto por duas torres, cada uma com uma hélice na parte superior. As turbinas de 6 metros de altura por 3 metros de largura têm um design funcional e silencioso. As hélices de fibra de carbono entram em operação com ventos a partir de 3,5 metros por segundo de velocidade.

Divulgação
















Além das duas turbinas eólicas, o empreendimento terá placas para geração de energia solar. De acordo com os empreendedores, as duas combinadas irão suprir 100% da energia necessária para aquecer toda a água quente utilizada pelo condomínio, representando uma economia anual estimada em R$ 43 mil no consumo potencial de energia elétrica.

Divulgação
















A sustentabilidade também está presente no consumo de água do Neo. Será adotado um sistema de tratamento de efluentes, com captação e reutilização da água consumida para uso nos jardins e áreas comuns. Essa iniciativa, somada ao uso inteligente dos sanitários, possibilita a redução de 50% do consumo de água em todo o condomínio.

Conceito
O conceito do Next Generation é de autoria do arquiteto paulista Jaques Suchodolski, que busca criar edifícios residenciais de alto padrão arquitetônico que reúnam as melhores tecnologias disponíveis de sustentabilidade e geração de energias limpas na construção civil.

Suchodolski realizou pesquisas, ao lado de consultores técnicos coordenados pela Asas Engenharia e Habitat Ltda, sobre  o padrão dos ventos na região do Campeche. Com os resultados da pesquisa em mãos, o arquiteto optou ela instalação da turbina 4K da empresa norte-americana Urban Green Energy, com potência nominal de 4 mil watts.



Leia mais:
>> Dicas para tornar sua casa mais sustentável
>> Conheça nove medidas para baixar sua conta de luz e ajudar a natureza
>> Cuidado com o ambiente invade a construção
>> Sustentabilidade: construções “verdes” ainda são minoria no Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.