02/12/2010

Gastos com aluguel pesam mais que financiamento da casa própria, diz Ipea

Fonte: O Globo

Segundo Ipea, despesa dos mutuários com financiamento consome 6,66% da sua renda, enquanto gasto com aluguel compromete 12,14%.

Os gastos com aluguel pesam bem mais no orçamento das famílias do que as despesas com financiamento do imóvel. É o que aponta estudo do Ipea sobre os dados das Pesquisas de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE, referentes aos períodos 2002/2003 e 2008/2009. Pelo estudo, a despesa dos mutuários com financiamento consome 6,66% da sua renda anual. Já o gasto com aluguel compromete quase o dobro do orçamento do ano, 12,14% da renda de quem tem esse custo.

Antônio Marcos Barbosa e Luciana Silva alugam apartamento conjugado por R$ 450 (Foto Marcelo Carnaval /Agência O Globo)
Antônio Marcos Barbosa e Luciana Silva alugam apartamento conjugado por R$ 450 (Foto Marcelo Carnaval /Agência O Globo)

“Está mais barato financiar um imóvel do que pagar o aluguel. Os preços dos aluguéis têm subido absurdamente, a partir de contratos curtos, de 30 meses, que não trazem qualquer proteção ao consumidor. Já o sistema de crédito imobiliário tende a proteger mais o consumidor, inclusive contra especulações. Além disso, o valor das prestações já está estabelecido, mesmo que haja valorização do imóvel”, diz Pedro Humberto Carvalho, pesquisador do Ipea, para quem o Minha Casa, Minha Vida procura aumentar o crédito para a população de baixa renda.

Apesar da participação do aluguel no orçamento das famílias ter se mantido praticamente estável, mais brasileiros estão pagando aluguel. De acordo com o Ipea, a proporção das famílias que têm aluguel a pagar subiu de 13% para 17% entre os períodos de 2002/2003 e 2008/2009. Contudo, a desigualdade também aparece nesse quesito. Os dados mostram que o aluguel representa de 15% a 20% da renda familiar dos pagantes mais pobres (renda familiar mensal de até R$ 913,09). E apenas de 5% a 7% dos mais ricos (com renda familiar mensal de até R$ 117.219,20). Como efeito dessa distorção, há, para o Instituto, incentivo à informalidade urbana e à autoconstrução ilegal.

O médico Alexandre Marques ainda não tem como fugir do aluguel, mas sonha em ter uma casa própria:

“Amanhã mesmo (hoje) vou ao banco pedir um empréstimo para comprar um apartamento. Os preços de aluguel estão muito altos.”

O garçom Antônio Marcos Batista e a balconista Luciana Salkine pensam em dar entrada em um imóvel no futuro. Hoje, alugam um conjugado por R$ 450.

“Pagamos aluguel há cinco meses. Mas estamos economizando para comprar uma casa”, diz Luciana.

LEIA MAIS:

Só 5% dos financiamentos para casas saem dos caixas dos bancos

Brasileiro financia 71% do valor da casa própria

Crédito imobiliário para casais gays ganha mais mercado

2 Comentários

  1. O melhor negócio pra caixa é o leilão o investimento foi grande demais ,então é melhor leiloar do que perder .

  2. Olá, Marcio! Obrigada pelo seu comentário. Continue acompanhando o #ZapemCasa! Todo dia uma dica especial para você. Confira: http://bit.ly/ZapemCasa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.