25/11/2008

Governo vai baixar juros de financiamentos com Carta de Crédito do FGTS

Fonte: Jornal EXTRA

Atualmente, a taxa deste sistema é de 6% ao ano mais TR, no entanto deverá cair entre meio e um ponto percentual

O governo federal e o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) devem anunciar em breve uma redução nos juros cobrados do mutuário no crédito da casa própria. Segundo uma fonte ligada ao Conselho, a taxa utilizada nos financiamentos com Carta de Crédito do FGTS para famílias com renda de até R$ 1.875, que atualmente é de 6% ao ano mais TR, deverá cair entre meio e um ponto percentual. A renda máxima permitida para fazer uso desta linha de empréstimo, atualmente de R$ 1.875, também deverá ser revista, de acordo com a fonte.

MAIS CRÉDITO – Além disso, na próxima terça-feira, dia 2 de dezembro, o Conselho Curador deve anunciar uma nova linha de crédito para as construtoras e incorporadoras. De acordo com informações fornecidas pelo Conselho, R$ 12 bilhões serão colocados à disposição dessas empresas para execução de obras residenciais de unidades com valores de até R$ 130 mil.

O dinheiro vai ser liberado ao longo de quatro anos, em parcelas iguais de R$ 3 bilhões por ano. Os juros que as empresas vão pagar pelo crédito imobiliário variam de 7% a 9%. A primeira faixa, com a taxa mais baixa, será destinada a obras voltadas para famílias com renda bruta de até R$ 1.875.

REPERCUSSÃO – A notícia foi bem recebida por representantes do setor, um dos mais atingidos pela crise financeira mundial.

Essa nova linha vai possibilitar o surgimento de mais obras em todo país, contribuindo para a redução do déficit habitacional e também gerando empregos  destacou Ricardo Kauffmann, representante da Confederação Nacional da Indústria (CNI) no Conselho Curador.

Os recursos poderão ser utilizados para a venda de papéis no mercado financeiro, como títulos de recebíveis de financiamentos imobiliários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.