20/01/2016

Home office dá personalidade à casa e traz agilidade ao dia a dia

Espaços bem planejados contribuem para que profissionais tomem as rédeas de suas carreiras sem sair de casa

Fonte: ZAP em Casa
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

São Paulo – Trabalhar em casa pode parecer o melhor dos mundos. Não se perde tempo no trânsito, é possível fazer o próprio horário e ficar mais com a família. Ainda dá para decorar o ambiente, trabalhar ouvindo música e vestir uma roupa confortável. Em contrapartida, é preciso ter muita disciplina, organização e tomar alguns cuidados para não se isolar – um dos pontos negativos da tendência dos home offices apontados por Ricardo Antunes, professor da Unicamp e especialista em sociologia do trabalho. Autor do livro Infoproletário – Degradação real do trabalho virtual (Ed. Boitempo), ele diz que o expediente caseiro pode marcar a quebra de laços sociais. “Transferir o trabalho produtivo para o ambiente doméstico é muito vantajoso para as empresas – que se isentam de um conjunto de benefícios ao trabalhador – cabe ao profissional tirar vantagem da situação”, afirma Antunes.

Mas hoje em dia o espaço para escritório é presença quase obrigatória nos projetos arquitetônicos de casas e apartamentos. “Em breve, ele será tão essencial quanto o banheiro e os quartos. Muitos prédios já estão saindo da planta com home office”, salienta a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C + A Arquitetura e Interiores.

Adaptar a casa para o trabalho requer planejamento. É preciso se ater a uma série de questões, como organização, iluminação e materiais (leia mais ao lado). “Seja qual for o propósito de transformar a morada em um substituto do escritório, ou na extensão dele, é muito importante criar um espaço funcional, aconchegante e livre de improvisos”, ensina a arquiteta.

Se unir casa e trabalho já é difícil, misturar casa, trabalho, casamento, filho e cachorro é mais ainda. A solução encontrada pela figurinista Teka Paes de Carvalho, de 31 anos, e pelo designer Marko Brajovic, de 35, foi reformar o terceiro andar da casa e transformá-lo em um escritório acoplado. As paredes dos três antigos quartos foram derrubadas e o ambiente hoje abriga o ateliê de Teka.

“A vantagem do projeto é que temos uma escada que leva ao escritório sem passar pela casa”, explica a figurinista, ressaltando a separação entre os dois ambientes. “Quando desço é como se saísse do escritório e chegasse em casa rapidamente”, comenta. “Tenho mais tempo para ficar com minha filha, de 3 meses, almoço em casa e participamos mais do trabalho um do outro.” Para abrigar o escritório de Marko, a varanda desse terceiro andar foi fechada com vidro e foi instalada uma extensa bancada que comporta até sete pessoas ao mesmo tempo.

Enquanto alguns dão maior ênfase à instalação do home office e executam grandes reformas, outros adaptam a casa dentro de um orçamento menor, como fez a arquiteta Regina Strumpf. “A única alteração que fiz quando decidi trabalhar em casa foi colocar a mesa ao lado da janela para olhar a jabuticabeira e a água da piscina, que inspiram e acalmam”, diz. A desvantagem de não ter um ambiente exclusivo para o trabalho é o uso coletivo da sala, que acaba tirando parte da concentração de Regina. “O espaço também funciona como sala de TV da família e muitas vezes me desconcentro.”

Mas, mesmo assim, a arquiteta, que durante anos foi diretora da loja de tecidos Formatex, adora trabalhar em casa e não se imagina mais em uma grande empresa. Usufruindo o máximo possível da tecnologia, ela mantem até uma estagiária à distância. “Trabalhamos muito bem separadas, nos falamos pelo telefone e pela internet, fazemos reuniões uma vez por semana e saímos juntas para acompanhar as obras”, conta.

Assim como Regina, Flávia Pegorin, de 34 anos, não pretende parar de trabalhar em casa. A jornalista, que decidiu trocar a redação pela própria casa quando estava no quinto mês de gestação, diz que se adaptou muito bem à nova rotina. Primeiro, queria um bom quarto de trabalho, com uma prateleira grande, mas depois percebeu que o quarto ficava muito isolado da casa e não recebia luz natural. “Comprei uma escrivaninha, pintei a parede e mudei o escritório para a sala. Agora fico em um lugar onde bate sol e que tem a minha cara.” De qualquer forma, o escritório de Flávia é portátil. “Às vezes pego meu computador, com internet móvel, e vou trabalhar em um café.

O executivo Lysandro Trotta, de 32 anos, cumpre seu expediente em casa e dirige uma empresa com 20 funcionários – em que todos fazem home office. Para ele, o importante é criar de fato um ambiente profissional. “Coloquei até uma plaquinha de ferro na porta com o nome da empresa.”

A juíza Caren Cristina Fernandes, de 37 anos, não abre mão de ir ao fórum. “Gosto do ambiente de trabalho e, todas as tardes, presido audiências”, conta. Mesmo assim, ter um espaço de trabalho em casa é fundamental, ela admite. E como o trabalho de Caren se estende até a noite e nos fins de semana, a solução foi construir um espaço funcional em sua morada. “Precisava de um lugar para abrigar os livros, fazer despachos e elaborar sentenças.” Seu home office foi projetado ainda na planta. “Fiz essa exigência no projeto do apartamento”, explica.

Seja como for, é possível tornar o ambiente profissional doméstico mais efetivo – se bem planejado – sem perder as vantagens de trabalhar onde se mora.

MANUAL DO HOME OFFICE:
1) Arrumar a casa é o primeiro passo para a montagem do escritório doméstico. Jogar fora coisas que não são mais usadas costuma liberar de 15% a 20% de espaço útil

2) Projetos de home office são elaborados de acordo como perfil de cada cliente – se ele vai realmente trabalhar em casa ou utilizar o escritório esporadicamente. É importante o arquiteto saber se o profissional mora sozinho, se tem filhos pequenos, se pretende dividir o espaço com assistentes ou se vai receber clientes e fornecedores

3) Após a definição do melhor local disponível na casa ou no apartamento, é preciso verificar as instalações elétricas, pois serão necessárias tomadas e pontos extras para telefone e conexão de banda larga

4) O projeto arquitetônico do home office tem de prever a acomodação de todos os recursos tecnológicos que o profissional vai usar – computador, fax, impressora e telefone – e estar pronto para futuras expansões

5) Falta de espaço não é desculpa para deixar de organizar o ambiente de trabalho. Em 3 m², por exemplo, é possível instalar uma bancada confortável, armário, prateleiras ou nichos e um gaveteiro sob a bancada

6) É importante optar pela fiação camuflada

7) É possível economizar energia com uma janela ampla, mas deve-se evitar instalar a bancada do computador contra a abertura – o reflexo da luz no monitor é prejudicial

8) Para dar o acabamento geral, é importante escolher materiais de aparência leve e que sejam fáceis de limpar, como laminado melamínico no tampo da bancada

9) Móveis para escritório podem ser ergonômicos e de fácil manutenção. Mesas com desenho em ‘C’ ou ‘L’ evitam deslocamentos na cadeira. Bordas arredondadas não machucam o corpo e tampos opacos não refletem a luz

10) O ideal é que se tenha à disposição apenas o essencial para desempenhar as tarefas. Uma boa opção é instalar um painel magnético para lembretes e recados

ENCONTRE SEU IMÓVEL NO ZAP:

LEIA MAIS:

FESTIVAL DESIGN DE LONDRES APRESENTA JOVENS CRIADORES

ASSISTA NO ZAP COMO CUIDAR DO JARDIM

5 Comentários

  1. Trabalhar em casa e ser dono de seu prórpio nariz é tudo que um trabalhador desempregado ou insatisfeito deveia fazer. Veja algumas razões:Razão # 1: Um quase inacreditável baixo custo para começar. Você não precisa montar uma fábrica nem alugar um depósito para estocar produtos. Você pode tocar seu negócio em qualquer canto da sua casa onde haja espaço suficiente para uma mesa de computador e um site.Razão # 2: Você não tem competição. Tudo que você cria estará protegido por senha e somente você poderá usar ou cobrar pelo uso de seu material. Razão # 3: Incríveis margens de lucros. Emporesas estão pagando para você divulgá-las. A entrega e cobrança fica por conta da empresa e você só recebe suas comissões e bônus, sua margem de lucro é de quase 100%.Razão # 4: Você pode tocar seu negócio de qualquer lugar onde você esteja. Não importa se você está em Campos do Jordão ou numa praia do Recife. Você comanda seu negócio a partir de qualquer Notebook, Lan House, Agência dos Correios, Aeroporto, Biblioteca Pública ou qualquer outro lugar onde haja um computador conectado com a internet.Razão # 5: Incrível! Você pode viajar e configurar seu site para aceitar somente certas formas de pagamento fazendo com que o site entregue automaticamente o seu produto ou seja, trabalhando 100% no piloto-automático! Razão # 6: Não há necessidade de funcionários. Eventualmente contrato alguma prestadora de serviços, mas tenho absolutamente ZERO funcionários trabalhando comigo (Sou apenas eu e meu computador) e eu não poderia estar mais feliz por isso. Razão # 7: Você é pago muitas e muitas vezes pelo trabalho que você fez uma única vez. Depois de criar (site) e colocar nele o produto e a informação você pode vendê-lo muitas e muitas vezes. O trabalho é feito apenas uma vez e o lucro se repete todos os dias.Aqui estão as coisas que você não precisará ter para começar:Muito tempo: Quando eu não estou envolvido em um novo projeto, eu trabalho poucas horas por dia, normalmente checando emails e atualizando meu site. Quando comecei neste negócio, eu ainda trabalhava (era escravo) das 9 às 18:00hs para um patrão. Então eu posso afirmar que este é o perfeito Home Business (trabalho em casa), mesmo que você já tenha um emprego fixo ou trabalhe em tempo integral também poderá começar.Muito dinheiro para criar seu site: Quase qualquer um pode fazer um website de uma só página, usando programas como Word ou o gratuito NVU. Eu mesmo não sei praticamente nada de HTML, uso apenas templates (modelos de página) e digito meus textos neles. E a maioria das empresas oferece um site pronto para seus empreendedores gratuitamente.Uma idéia: Eu vou compartilhar com você muitas idéias para criação do seu infoproduto. Na verdade, será melhor se você não tiver idéia alguma porque desse modo você poderá primeiro localizar um nicho de mercado faminto por informações e depois criar um produto para suprir esta grande demanda – sucesso garantido. Você descobrirá um jeito muito fácil de aprender a fazer isso. Vai receber um curso on-line (sem sair de sua casas).Divulgar produtos e serviços para conehcidos, amigos e pessoas (de forma multi-celular é o caminho. Eu não preciso ficar o dia inteiro trabalhando para criar e atualizar o conteúdo dos meus sites. Nem por isso eles são mal visitados. É claro que ter bastante conteúdo grátis atrai muitos visitantes, mas a verdade é que esse tipo de tráfego nem sempre gera lucro. Existem maneiras muito mais fáceis de gerar tráfego qualificado (lucrativo) e eu revelarei todas elas a você.Gastar dinheiro com publicidade: Eu vou mostrar a você, em detalhes, como eu atraio centenas de visitantes qualificados para meu site usando apenas métodos grátis de divulgação. Não pense que eu me limito apenas a sites de busca e e-mail marketing. Há muito mais do que isso! Um dos meus segredos favoritos fará com que uma centena de sites vendam seu produto para você e coloquem o dinheiro diretamente em sua conta.Acredite! Ter uma centena de sites vendendo seu produto irá multiplicar seus lucros de uma maneira com a qual você nunca sonhou. E fazer isso é muito mais fácil do que você imagina! Isso é um http://www.negociocerto.wsFale comigo!

  2. CHAMO DE LOFT, DE ESCRITÓRIO OU DE SIMPLESMENTE, “MEU CANTINHO”, O HOME OFFICE QUE PRODUZI EM MINHA CASA.É TÃO PERSONALIZADO QUE PROCESSUALMENTE TORNOU-SE MAIS ATRATIVO E SEDUTOR QUE TODO O RESTO DA CASA.MELHOR, O RESTO DO MUNDO!ERRO FATAL!MORO EM MINHA CASA,NÃO EM MEU ESCRITÓRIO!PENSO SER ESSA UMA DAS ARMADILHAS REFERIDAS NO CITADO LIVRO DO PROFESSOR RICARDO ANTUNES, SOBRE COMO MANTER A CULTURA DO HOME OFFICE NATURALMENTE, DE FORMA PRÁTICA E SAUDÁVEL.NO MEU CASO, DE TÃO ABSOLUTAMENTE PRÁTICA A FORMA DE CONDUZIR MEU HOME OFFICE, DEIXOU DE SER TÃO SAUDÁVEL.REVI MINHA POSTURA E PROCURO ME REDIRECIONAR AO MUNDO EXTERIOR EM RELAÇÃO AO MUNDINHO QUE CRIEI.AINDA ASSIM, VIABILIZANDO NOVA MORADA, A PRIMEIRA COISA QUE PENSEI FOI PRODUZI-LA A PARTIR DO QUE JAMAIS CHAMAREI DE “HOME OFFICE” POIS, SERÁ SEMPRE O “MEU CANTINHO”!MAS, SENDO A VIDA EXERCÍCIO DE EQUILIBRIO, SEI QUE POSSO TER O MELHOR LUGAR DO MUNDO PARA VIVER POIS, O LAR ESTÁ DENTRO DE NÓS. SÓ NÃO PODEMOS ISSO AO “PÉ DA LETRA”!FRATER!VALÉRIA KÜHL SOFONOFF

  3. Sou desenvolvedor de sistemas e o home office já faz parte da minha vida a algum tempo, a única coisa que realmente limitava a sua total utilização era a internet móvel banda larga que inicialmente era muito instável, atualmente o serviço melhorou bastante viabilizando o trabalho remoto, na minha opinião esse ambiente deve ser tranquilo e ter alguma janela próxima, pois, a luminosidade e contato com a natureza traz inspiração e tranquilidade, nesse ambiente através de softwares de voz e dados como o Vono e o LogMeIn, posso conversar com parceiros comerciais e clientes em qualquer parte, além de prestar um pronto atendimento, vejo muita satisfação dos clientes que são atendidos imediatamente sem perda de tempo. Além de trazer consideravél economia financeira para as empresas, também nos traz uma grande satisfação pessoal, pois, estamos mais perto da familia e não precisamos nos aventurar a todo instante no ambiente perigoso dos grandes centros e no trânsito pesado principalmente nos horários de pico, claro que deve existir disciplina para dividir as tarefas profissionais e as atividades familiares, além de reuniões com sua equipe de trabalho sempre que possível para que o grupo não se sinta isolado, vejo no home office uma excelente oportunidade de crescimento pessoal e profissional, mas, como tudo na vida devem existir limites, através do planejamento de dias e horários de trabalho para essa tarefa profissional, tudo para que se torne um ambiente produtivo e saudável, outra coisa não podemos esquecer do cafezinho ou no meu caso do cappuccino das 16:00… Trabalhar é muito bom, mas, se divertir com a familia depois de cumprida essa missão é muito melhor… ;-D

  4. Decidi trabalhar em casa já faz uns 8 anos, montei um escritório de mais ou menos uns 8 metros quadrados do lado da sala e ali mesmo na sala atendia meus clientes, como construi minha própria casa, e me casei em janeiro, fiz um novo escritório com entrada independente, identificação na porta e tudo mais, adorei…Minha vida é assim: Acordo e vou trabalhar, as vezes já são altas horas e ainda estou trabalhando, minha esposa é que não agrada muito, mas já acostumou, só que nesse meio tempo, páro para brincar com nossa “filhinha”, uma linda cadela Golden Retriever que fica dependurada na janela do meu estúdio me observando…Fico as vezes na janela de olho numa mata ao lado de casa,Então não troco nenhum ponto comercial por isto.Vale a pena !!!Rodrigo Gouvêa.Cinegrafista de Eventos Sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.