01/03/2013

Imóveis com serviços pay-per-use beneficiam condomínios

Fonte: ZAP Imóveis

Ao contrário do que muitos pensam, este diferencial não encarece a taxa condominial e pode contar com custos mais baixos

Com a dificuldade cada vez maior de se morar em grandes cidades como São Paulo, devido aos engarrafamentos e à elevação dos custos de vida, uma nova demanda tem surgido nos condomínios brasileiros: os serviços pay-per-use.

O termo em inglês representa os trabalhos oferecidos em edifícios, os quais podem ser contratados e pagos individualmente por cada condômino, de acordo com a utilização, tornando os apartamentos um pouco mais semelhantes a hotéis.

Dentre os serviços mais comuns, destacam-se os segmentos de limpeza, costura, lavanderia, arrumação, personal trainer, buffet, pequenos reparos, manicure, massagem, petcare e até dogwalker (que passeia com cães).

Dentre os serviços mais comuns, destacam-se os segmentos de limpeza, costura, lavanderia, arrumação, personal trainer, buffet, petcare e até dogwalker (Créditos: Banco de Imagens / Think Stock)

“Nos últimos anos, houve uma tendência acentuada por estes serviços. Principalmente em condomínios-clubes, que contam com muitas torres e muitos apartamentos”, aponta Angélica Arbex, gerente de relacionamento com o cliente da Lello Condomínios.

Ao contrário do que muitos pensam, estes serviços não encarecem a taxa condominial e podem contar com custos mais baixos, se forem comparados à manutenção de funcionários fixos e pagos pelos moradores.

Segundo a Aabic (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios), a redução dos preços pode chegar a 5%, em média, em relação aos valores praticados do lado de fora dos condomínios.

“Em empreendimentos grandes, com muitas unidades, o número de clientes no mesmo lugar é maior e, portanto, é possível se obter planos mais atraentes para quem os utiliza. Os serviços de fitness [ginástica] e recreação para crianças são, atualmente, os mais solicitados”, completa Angélica.

Segundo especialistas, demanda por serviços pay-per-use é alta em condomínios-clubes, que contam com muitas torres e muitos apartamentos

De olho nesta fatia do mercado, a Cyrela desenvolveu o segmento Facilities, empreendimentos que já contam com soluções como dogwalker, petcare, personal trainer, baby-sitter, lavanderia, massagem e até fornecimento de comida congelada e reforço escolar.

“Com isso, nós asseguramos a qualidade dos serviços prestados pelo condomínio, com serviços exclusivos e personalizados”, explicou Vânia Reis, diretora da BRC, empresa que administra os empreendimentos da incorporadora.

Ainda segundo os especialistas do setor, antes de serem colocados em prática, os serviços pay-per-use devem ser aprovados em assembleia e inseridos na convenção de condomínio, dependendo da constituição criada em cada local.

Independentemente disso, é a administração local ou concièrge que deve fazer o controle e o gerenciamento da utilização destes serviços.

29 Comentários

  1. Achei o empreendimento muito bom,com a falta de profissionais para os serviços domésticos, acredito que essa pode ser a solução para muitas mulheres que trabalha e precisa cuidar da casa e da familia. Parabéns pela iniciativa.

  2. Excelente idéia principalmente nas grandes cidades como Rio e São Paulo onde as pessoas não dispõe de mto tempo para resolver os problemas de casa mas,acredito que chegará nos pequenos centro urbano…

  3. Parabens pela notícia,gostaria que me mandasse,caso tenha,como regulamentar estes serviços num condominio,Ao realizar uma assembléia,como dar segurança a este tipo de contrato.Pois pretendo montar uma equipe para realizar este tipo de serviço.E como deve ser o tipo de contrato com os profissionais,etc,obrigado.

  4. Exelente,pois estas ofertas etão cada vez mais escassas no mercado> Acredito que est começando uma nova forma de prestação de serviços,onde serão atendidos com mais esclarecimento quem contrata e quem presta serviço.Poderiam acrescentar acompanhantes,pois nossos idosos estão muito sós,justamente pela mudanças de abitos das familias.

  5. sobre o pay-per-use achei um serviço muito atrativo. Moro num condominio horizontal com 129 casas e, muitas vezes, faltam pessoas para os serviços de limpeza, alimentação. At. Aramy

  6. gostei muito da ideia,moro em Portugal e faço um serviço semelhante a esse.Parabens,o Brasil caminha muito bem.

  7. Ridículo! Coisa de pobre metido a rico por isso ficam devendo condomínio e jogando nas costas dos demais. Não sei de nenhum condomínio com coisa parecida nem em Paris, Londres, Roma, Estocolmo, sequer na Suíça onde se concentra as maiores fortunas nos bancos. É tudo simples, enxuto, sem luxos. Basta ver pelo Google Earth e street view se não puder conhecer pessoalmente. Como tudo é apenas o necessário. Nem mesmo no Canadá ou EEUU com mania de grandeza há isso, pouca coisa nas região de Miami. O ponto positivo é pagar apenas o que usa, mas manutenção de piscinas usando ou não todos pagam sim! O mesmo para espaços zen, gourmet, brinquedoteca, lanhouse,cinema e o diabo a 4! Todos pagam a instalação e a manutenção das tralhas que quebram. Esse viés de pagar realmente o que se usa deveria ser regra obrigatória em todos os condomínios, mesmo que só tenha uma salão chamado de festa que mal dá para fazer uma assembléia. Quem não usa, não deve pagar, mas tudo que é considerado comum todos pagam usando ou não.Nem quem mora em mansões milionárias tem tantas frescuras de “lazer”.Lugar para morar, muitas vezes só vai para dormir no final do dia de trabalho, deve ter o mínimo de despesas. Pagar a água somente que usa, a energia tb. com pequena parte da necessária para equipamentos como iluminação comum, elevadores e sistema de vigilância. sou a favor de automação de tudo, qto menos empregados e gente circulando melhor. Quem quiser e tiver tempo para piscinas, saunas, salões de beleza que pague fora, afinal são serviços que dão “vida” às cidades, de preferência tudo perto de onda mora, nada de condomínios no fim do mundo e isolados de tudo. Brasileiro nem saiu da taba ainda, é tosco, refratário à respeitar regras de convivência coletiva, querem privilégios e jeitinhos para si em detrimento dos demais, sequer separam lixo e querem condomínio-clube?É para rir ou chorar? Deveria é existir uma lei obrigando moradores de condomínios a fazerem um curso de civilidade, com exame nacional de proficiência e nota de corte acima de 8 para depois poder entrar num condomínio. Depois que virou moda bichos em apartamentos a vida de quem não tem virou inferno, haja aturar gatos e cachorros, empregados limpando urina e mijo, etc. Está tudo errado nessa indústria de construção civil, não fazem lugares para moradia, fazem cortiços mesmo que de luxo. Nem controle sanitário existe para usar piscinas, vai morador, visita de morador, amiguinho de filho de morador, é tudo piscinão de Ramos entre muros. Os apartamentos mesmos são cada vez menores, sem ventilação natural nas cozinhas e A.S, sem janelas, forçando uso de luz o dia todo! Uma burrice atrás da outra.Troquem o luxo pela funcionalidade e sustentabilidade, reúso de águas, tratamento de esgotos, isso sim é MODERNO E CHIQUE!Empregados para arrumar a cama só em hotéis, quem quiser que vá morar num ou não sabem que existe a possibilidade?

  8. Lia de Souza, na boa, se nao gosta, nao more em predio! Simples assim. Pare de gastar o seu tempo criticando na internet. Tem gosto para tudo nesse mundo. Se esse nao for o seu, entao encontre algo que seja de seu agrado, e deixe os outros que gostem desse tipo de coisa serem felizes! Tem lugar para todos nesse mundo, basta cada um encontrar o seu.

  9. Há que se distinguir o que são áreas de lazer e prestação de serviços. Concordo que tudo que é construído no espaço comum, onera o condomínio para quem utiliza ou não. Já prestação de serviços, dá para contratar de forma terceirizada, e só quem solicita o serviço é que paga. Cada pessoa gasta como quer e pode. Democraticamente!

  10. Essa tal de Lia de Souza, é uma metida a besta sem noção, já que você acha que está todo mundo errado, você não sabe viver em comunidade e se vc não sabe viver em comunidade não compre um apartamento, compre uma casa, pois assim você vai gastar só o que usar e não vai aturar os animais de estimação dos vizinhos, nem utilizar os piscinões entre paredes… esse tipinho de gente me inoja, não compreende as novas propostas e só reclama, se não gosta de apartamentos com infra, não procure os mausoléis…

  11. Acho uma boa ideia para os condomínios-clubes que já existem. Mas devemos lembrar que começamos com essa moda por causa do aumento absurdo da violência (falo por quem mora aqui no RIO). Será que nao esta na hora de voltarmos ao antigo modelo? Já nao precisamos mais ficar enfiados no condominío o dia todo. Nossos filhos podem aprender a andar pelas ruas ou até mesmo de ônibus como nós mesmos fazíamos no passado. Faz bem para a saúde e para a socialização das crianças, e dos adultos também! Nos novos empreendimentos, vamos prezar pela funcionalidade e sustentabilidade (a longo prazo, barateiam os custos do condomínio)! Deixemos os serviços de lazer, que encarecem e preocupam muitos síndicos, para os clubes (cenário de tantas lembranças boas em nossas histórias) e academias! Claro que precisamos de boas iniciativas como o pay-per-use para melhorar o que já existe, mas não deixemos de refletir sobre o modo de vida que realmente queremos no futuro.

  12. Este serviço é perfeito. Fui moradora de um desses na Barra da Tijuca, saia pela manhã e quando voltava à noite tinha imenso prazer de entrar no meu apto. Minha cama arrumada, o lixo jogado fora, casa aspirada, cozinha e banheiros limpos, móveis limpos. O serviço ficava em média por 45 min. no meu apto e colocava ele todo em ordem, até pq eu tb não sou tão desorganizada assim. Deixava a roupa na lavanderia, lavava meu carro, pena que não tinha restaurante e salão de beleza. Pagava o mesmo valor que um prédio velho com direito apenas de usar o elevador só que na zona sul. Que saudade! assim que puder volto a morar num desses.

  13. Lia, você não é obrigada a morar em um condomínio deixe… Cada um que more onde quiser com os serviços, comodidades e animais que quiser!

  14. Parece legal, mas onde estão esses condomínios? Devem estar ainda em fase de construção, pois não os tenho visto por aí.

  15. Achei a ideia otima.. no condominio que mora tem serviço de lavanderia e de arrumação… é muuuuuuuuito mais em conta que se fosse contratar uma pessoa por fora e muito bem feito!

  16. Acho que a Lia de Souza devia relaxar mais, pois está muito estressada. A cultura do Brasil é diferente e não há como querer ser igual aos países ricos que ela, provavelmente, já frequentou muito pelo Google. Provavelmente, daqui há uns 100 anos, nossa cultura mude e se adeque à simplicidade. Por enquanto, os brasileiros estão querendo gastar e ter mordomias. Se os vizinhos estão te incomodando com os gatos e cachorros, ou suas piscinas, espaços gourmet, etc, mude para uma fazenda, loge de tudo e de todos, e faça sua faxina diariamente…

  17. EU acho que essa Lia de Souza ta precisando de uma pica pra ser feliz, nunca vi comentário com comparações tão esdrúxulas, deve ser essas mochileiras que ficam nos piores Hostels ao redor do mundo, cagar nas piores privadas e tomar banho frio, seu comentário não tem nada a ver com a proposta da matéria minha filha se orienta.

  18. Concordo com Lia Souza, acho isso um absurdo. Não fazem uma pesquisa, precisamos é de espaço em nossos ap para termos melhor qualidade de vida,não esses cortiços com área de lazer que ninguém usa.As construtoras fazem assim para ter um preço maior na venda. Praticidade/qualidade sustentável por favor.

  19. Quanta amargura Lia. Pra você o copo está sempre meio vazio. SE o pessoal tem dinheiro para pagar, qual é o problema??

  20. Concordo plenamente com a Lia de Souza. Não quero morar em caixas de fósforos, sem ar e ter um clube com empregados o térreo. Quero conforto e sustentabilidade!!

  21. Brilhante ideia, principalmente quando alcançamos uma certa idade, como dizem, a 3ª idade, quando mais precisamos desses serviços próximos da nossa residência.

  22. Tenho que dizer apenas que quem não gosta de lazer que procure uma casa e paga pelo valor que está sendo cobrado e de preferencia longe da sociedade para não ser incomodado.

  23. Moro em condominio em busca de segurança..a área de lazer é muito utilizada pelos meus filhos que, aliás, adoram.pago condominio pensando neles e na segurança que traz..essa tal de Lia e as demais que a seguiram nos comentários… bom… nem sei bem o que falar…a tal de Lia além de equivocada, não merece viver em um país como o nosso…com seus problemas, é claro, mas que é melhor que alguns onde se mata crianças nas escolas todos os dias (EEUU, como ela mesma disse), onde se estoura bombas em metrôs, (Europa acontece a todo instante), paises onde nao se tem liberdade de dizer nada..enfim, Lia, vaza, véi….vai embora, vá pra um país onde vc se sinta melhor…nao precisamos de pessoas que pensam como voce por aqui, que criticam sem papas na lingua e que nao fazem absolutamente nada pra tentar mudar o futuro de nossos filhos e netos…VAZA…..

  24. MEUS APLAUSOS PARA LIA DE SOUZA… FACO DAS DELA MINHAS PALAVRAS!!!BICHO BURRO E BRASILEIRO QUE ACEITA PAGAR CONDOMINIO CARO, E ACHA QUE ESTA CERTO RSSISSO SO EXISTE NO BRASIL SEUS ENDINHEIRADOS!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.