24/04/2013

Imóveis de dois dormitórios são mais da metade dos lançamentos

Apartamentos com esta tipologia representaram 56% do total dos prédios construídos em 2012 no País. Foram 80 mil unidades lançadas, a maior do mercado

Fonte: ZAP Imóveis

Apesar de aumentar cada vez mais a procura por quitinetes, os imóveis com dois dormitórios ainda são a preferência no mercado imobiliário brasileiro.

Já os bens com apenas um dormitório somaram 8% dos imóveis levantados no ano passado, quase 12 mil unidades, enquanto 6% possuíram quatro cômodos ou mais (Fotos: Banco de Imagens / Think Stock)

Segundo o Anuário do Mercado Imobiliário do Brasil, divulgado pela Lopes, empresa de consultoria e intermediação de imóveis, os apartamentos com dois cômodos representaram 56% do total dos prédios construídos em 2012 no País.

Foram 80 mil unidades lançadas até o último mês de dezembro, o que tornou esta tipologia a maior em volume de apartamentos. A quantidade, no entanto, foi considerada estável em relação aos prédios construídos em 2011.

Se somadas as unidades com três dormitórios, atinge-se 85% do mercado de imóveis residenciais verticais no território nacional. Foram 41,6 mil lançamentos com três quartos, o que representou 29% do total.

Já os bens com apenas um dormitório somaram 8% dos imóveis levantados no ano passado, quase 12 mil unidades, enquanto 6% possuíram quatro cômodos ou mais.

“Os apartamentos menores continuam sendo lançados em regiões mais valorizadas, que possuem infraestrutura de lazer, serviço e transporte completa, além de projetos diferenciados e modernos, que valorizam ainda mais esses lançamentos. Já as unidades com dois dormitórios são encontradas em bairros mais diversificados”, avalia Mirella Parpinelle, diretoria geral de atendimento da Lopes.

De um modo geral, os apartamentos com 50 a 69 m² de área privativa foram a maioria dos novos empreendimentos, com 39% do total do mercado, ou 55,8 mil unidades construídas.

Os apartamentos com 50 a 69 m² de área privativa foram a maioria dos novos empreendimentos, com 39% do total do mercado, ou 55,8 mil unidades construídas

Seguindo a tendência de 2011, as unidades com um dormitório, que representaram 29% dos lançamentos em 2012, a segunda maior fatia do mercado, contou com o preço médio do metro quadrado superior ao de dois quartos. Foram R$ 6.650 ante R$ 4.530.

Imóveis com área privativa entre 70 e 89 m² somaram 16% dos prédios novos, enquanto os apartamentos com 90 a 109 m² registraram apenas 6%. O restante foram bens com 110 m² ou mais.

14 Comentários

  1. Sempre leio tudo que vejo a respeito de imóveis, sou corretora aqui no RN, gosto muito, só uma coisa que não gosto a ganancia em ganhar, isso pra mim vem depois, sempre, vendo mais não fico me matando atras de cliente, tenho muitos clientes e gosto de trabalhar em parceria, que poca gente entende,o significado da palavra, parceiro, fico grato alguma coisa e só contactar

  2. Bom dia a todos, sou corretor no RJ, os preços aqui estão altos, pura especulação, nunca vi tanto imóvel á venda, muita gente perdeu o poder de compra. Copa do Mundo ( duração de 30 dias ) e Olimpíadas ( duração 15 dias ), não é o suficiente para essa euforia de preços.

  3. Bom dia procuro apto no valor de até 250,000,00 na zona sul sp; pronto para morar.Fico no aguardoAtt. Eliana e Fábio

  4. Acredito que a ganancia é realmente das construtoras pois essa variação , de preços de um ano para outro e de um tipo para outro, quando estamos se referindo a m2 ós custos são bem semelhantes de 02 ou 3 quartos.

  5. obrigada por enviar anúncio do apto ns bairro de S. Bernardo em Campinas. Aguardo novo contato. mas em qual andar?precisa ser baixo.

  6. Haverá super oferta de 2 dormitórios, e faltará quitinetes no mercado. Hoje o preço médio do m2 da quitinete já é superior ao de 2 dormitórios e a contar com a super oferta a caminho, a valorização das quitinetes vai continuar.

  7. Estou procurando apartamento para alugar na moóca no valor de até R#l.3oo,oo (mil e trezentos) reais.

  8. No RJ, por causa dos eventos (de curta duração) e as UPPs (que não se sabe até quando durará), a especulação é absurda. Muitas pessoas estão vendendo seus imóveis e indo morar de aluguel, embolsando fortunas e aguardando todo esse frenesi acabar para comprar mais tarde a preço de banana.

  9. Vendo apartamento – 2 quartos – super varanda 9º andar – Vila Tupi – Praia Grande – SP

  10. Pessoal, o Brasil está passando por uma bolha imobiliária. Cuidado ao comprar imóveis nos próximos anos. Até 2016 teremos este cenário. Depois a bolha desinfla. Os próprios corretores estão confirmando, como podemos ler abaixo.

  11. estou pesquizando um apto.para compra com uma suite nas emediações de Diadema centro é só uma pesquiza, para estar por dentro de preços. muito obrigadaatt: leda

  12. Estão de parabens, o pessoal de baixa renda tem direito de ter pelo menos dois drs, terraço e lazer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.