19/09/2008

Imóveis mais baratos e que não agridem o meio ambiente

Fonte: Editoria Zap

Indústria brasileira investe em tecnologia para atender as exigências do mercado

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisIncorporadoras buscam redução de perda, reaproveitamento de material e produtos com maior facilidade para trabalhar

Desenvolver produtos de baixo custo e que minimizem impactos ao meio ambiente tornaram-se um exigências do mercado de diversos setores da economia mundial. Em função disso, algumas empresas brasileiras do ramo da construção civil estão investindo em tecnologia para lançar empreendimentos cada vez mais em conta baratos e sustentáveis.

A Ramec Comercial, por exemplo, apresentou no segundo semestre deste ano o Fibrex, um piso com as fibras de aço corrugado para pisos industriais, que pode reduzir em até 30% o custo final da obra.

Rodrigo Melo, gerente comercial da Ramec Comercial, explica que o produto substitui a malha de aço, dispensa o uso de bomba de concreto, elimina corte e perda de aço no processo de armação, oferece economia na mão-de-obra de armação e reforça as bordas das juntas minimizando o efeito de ter lascas nessas regiões. “Acho que as indústrias brasileiras são as que mais se preocupam com a redução de perdas, reaproveitamento de material e produtos com maior facilidade para trabalhar. Isso faz com que tenhamos uma gama cada vez maior de imóveis de baixo custo”, diz Melo.

Com o foco no mercado habitacional, a SH é outra que desenvolveu o sistema construtivo Concreform, que diminui o desperdício de resíduos em 20% e a utilização da mão-de-obra em até 70%. Atualmente um dos principais gargalos da construção civil.

O produto é composto de fôrmas modulares, paredes de concretos que substituem os tradicionais blocos e elimina as etapas de alvenaria, reduzindo os custos e os prazos da obra. “Com o aquecimento do segmento imobiliário, a busca por processo industrializados de qualidade e de alta produtividade passou a ser constante”, explica Cláudio Possenti, o gerente da SH.

Atendendo as duas exigências do mercado, a Odalon tem dois produtos que proporcionam ventilação e iluminação permanente: venezianas industriais e domos em fiberglass. A funcionário do departamento comercial da empresa, Valéria Bernardo, explica que, as mercadorias foram desenvolvidas para aumentar o arejamento dos ambientes em até 70%. “Outra vantagem é que eles são modulados  de acordo com as medidas do projeto, podendo ser adaptados com facilidade sem ter que depender de uma mão-de-obra especializada”, diz Valéria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.