05/11/2013

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas

Segundo o Índice FipeZAP, a alta foi puxada pelo bairro de Santa Teresa, na região central da cidade, que valorizou 8,92% em outubro

Fonte: ZAP Imóveis

Duas das cidades com o metro quadrado mais caro do país, São Paulo e Rio de Janeiro têm atraído cada vez mais investidores do mercado imobiliário nacional e internacional. E, pelo menos no último mês de outubro, aplicar em um imóvel na capital fluminense trouxe mais retorno financeiro do que na cidade paulista.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Segundo dados exclusivos do Índice FipeZap do mês de outubro, divulgado nesta terça-feira, os imóveis localizados na capital do Rio de Janeiro tiveram uma maior elevação nos preços em relação aos situados em São Paulo no mesmo período.

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas
Em outubro, os bairros cariocas registram alta de 5,74%, em média, enquanto os paulistas encareceram 4,84% (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

Levando em consideração apenas os cinco bairros que mais valorizaram nas duas capitais no décimo mês do ano, os bairros cariocas registram alta de 5,74%, em média, enquanto os similares paulistas encareceram 4,84%.

A alta no Rio foi puxada pelo bairro de Santa Teresa, na região central da cidade, que valorizou 8,92% em outubro em relação a setembro, com o metro quadrado chegando a R$ 6.638.

Já a Urca, localizada na parte sul do município, atingiu 6,65% de reajuste no mesmo intervalo de comparação. Com isso, o valor da metragem alcançou os R$ 13.477.

Três bairros da zona norte carioca completam a lista dos bairros mais valorizados. Del Castilho, São Cristóvão e Santo Cristo registraram altas de 4,94%, 4,12% e 4,11%, respectivamente.

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas

“Notamos que a dinâmica de preços está ligada à realidade de cada região. Dentro de cada cidade há grandes disparidades e alguns bairros surgindo como boas opções de investimento”, afirma Eduardo Zylberstajn, coordenador do FipeZap.

Já em São Paulo, a zona leste foi o destaque entre as regiões que mais se valorizaram. O bairro Parque do Carmo, com reajuste de 6,56%, foi o maior na capital, com R$ 4.225 por metro quadrado.

São Miguel Paulista e Vila Prudente também figuram entre os cinco locais que mais se valorizaram, com altas de 3,33% e 3,15%. No entanto, o Jardim Paulistano, da zona oeste, contou com o maior valor por metragem: R$ 12.192 (alta de 6,18%).

“Isso é reflexo da vida da cidade. Com poucas ofertas nas regiões mais centrais, há uma expansão para outros locais mais atrativos e com maior potencial de crescimento”, completa.

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas

A capital paulista, porém, leva vantagem quando a comparação leva em conta a valorização no ano. Os dois locais com o metro quadrado mais caro de São Paulo também estão entre os dez bairros do país que tiveram as maiores valorizações do ano, enquanto o Rio não conta com nenhum.

Jardim Paulistano e Vila Nova Conceição anotaram altas de 17,51% e 12,98%, respectivamente.

Pelo País – O Índice FipeZAP apontou que houve aumento de 1,3% nos preços anunciados do metro quadrado em outubro em relação ao mês anterior. É a décima alta seguida anotada em 2013.

Com isso, a variação acumulada no ano ficou em 11,3%, ou 6,6% acima da inflação do período medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

“Chama a atenção o fato de os preços ainda contarem com bastante fôlego no final do ano, o que mostra que a demanda por moradia continua em alta no país”, aponta Zylberstajn.

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas

Das 16 cidades cujos preços são monitorados, Belo Horizonte (3,7%) e Curitiba (3,5%) tiveram as maiores altas no mês. Florianópolis (1,9%) e Porto Alegre (1,5%) também registram bons aumentos.

Já São Paulo repetiu o crescimento da última pesquisa e registrou novamente aumento de 1,2%, enquanto no Rio de Janeiro a variação foi de 0,9% em outubro.

O preço médio do m² anunciado ficou entre R$ 9.700 (Rio de Janeiro) e R$ 3.764 (Vila Velha). Em São Paulo foi de R$ 7.631 e a média nacional foi de R$ 7.143.

Bairros do Rio e SP – Ainda segundo o Índice FipeZAP, nem a segunda queda seguida nos preços tirou do bairro do Leblon, no Rio, o rótulo de lugar mais caro do país, com R$ 21.886 por metro quadrado, em média.

Imóveis no Rio valorizam mais do que em São Paulo; veja os bairros com as maiores altas

Em segundo lugar, continuou o distrito de Ipanema, também em território carioca, com R$ 19.295. A região mais barata ficou por conta da Pavuna, com R$ 2.110.

Já em São Paulo, os imóveis mais caros estão localizados no bairro da Vila Nova Conceição, zona sul da Capital, com média de R$ 13.499 por m², pouco acima dos R$ 12.192 anunciados no Jardim Paulistano, a segunda metragem mais valiosa na cidade.

Em contrapartida, o distrito de Guaianazes (zona leste) tornou-se no último mês a região onde são encontrados os preços mais acessíveis: R$ 3.355.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.