13/04/2007

Imóvel facilitado para servidor

Fonte: Jornal da Tarde

Governo amplia para o Centro da Capital programa que financia a casa própria com juros de 6% ao ano

Filipe Araujo/AEZap o especialista em imóveisPrimeiro empreendimento do programa fica no bairro do Sacomã

A segunda fase do Programa Habitacional de Integração (Phai), que concede condições especiais para o servidor estadual comprar a casa própria, será lançada no dia 20 de junho, conforme anunciou o governo Estadual ontem. Como na primeira etapa, lançada em abril no bairro do Sacomã, as secretarias da Habitação e da Gestão Pública, em parceria com o banco Nossa Caixa, vão financiar imóveis aos trabalhadores a juros mais baixos que os do mercado. O objetivo é permitir ao funcionário a compra da casa própria perto do local de trabalho. A região escolhida desta vez foi o Centro de São Paulo.

A administração não definiu ainda a data para o início das inscrições e nem o número de moradias que serão negociadas. Estima-se que sejam entre 800 e mil unidades.

A meta, segundo o secretário estadual de Gestão Pública, Sidney Beraldo, é de oferecer seis mil imóveis por ano e chegar ao final da gestão do governador José Serra (PSDB) com saldo de 24 mil unidades.

O Phai facilita a aquisição da casa própria pelos servidores do Estado perto dos locais de trabalho por intermédio de financiamento de 20 anos pela Nossa Caixa. As prestações são fixas, o desconto é feito direto na folha de pagamento e os juros são de 6% ao ano.

Os servidores poderão usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), da poupança ou financiar 100% do valor do imóvel. A partir de hoje, a Nossa Caixa coloca à disposição mais informações sobre as linhas de crédito pelo telefone 0800- 55 3525 (das 10h às 16 h de segunda a sexta-feira).

O governo informou ainda que a segunda fase do Phai inclui também um projeto de revitalização da região central da Capital paulista.

Com o término das inscrições previsto para o dia 6 de junho, a etapa inicial do Phai oferece 721 apartamentos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). Os imóveis, cujos valores variam entre R$ 47,3 mil e 53,1 mil, são destinados aos servidores que moram ou trabalham no bairros do Sacomã, Ipiranga e Cursino ou nas cidades de São Caetano, São Bernardo e Diadema.

Segundo a Secretaria de Gestão Pública, mais de duas mil inscrições já foram feitas. Quem ainda não se inscreveu pode fazê-lo pelos sites da Secretaria da Habitação ou do CDHU. Somente será válida uma inscrição por família e em nome do servidor público. Caso o número de aprovados supere o de unidades disponíveis, será feito um sorteio.

Sobre o programa

Pré-requisitos

Ser servidor estadual na Região Metropolitana de São Paulo, não possuir imóvel no Estado nem financiamento de imóvel, nem já ter sido atendido pela CDHU antes

Condições de financiamento 

Prestação mensal fixa prazo máximo de amortização de 20 anos taxa de juros de 6% ao ano pagamento por meio de desconto direto em folha de pagamento isenção de tarifa de administração e do custo operacional é permitido uso do FGTS ou da poupança renda familiar mensal deve ser de até R$ 3.800

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.