18/10/2010

Imóvel perto do agito afugenta moradores

Fonte: Jornal da Tarde

Barulho, incômodo, chateação e trânsito excessivo para uns. Já, para outros, alegria, facilidade de acesso e praticidade. A experiência de residir em regiões com vida noturna intensa é controversa. Na opinião de especialistas do setor imobiliário, imóveis localizados em bairros boêmios como Vila Olímpia, Vila Madalena e Tatuapé podem perder ou ganhar valor dependendo do perfil do futuro morador.

Torres residenciais são erguidas na região da Vila Olímpia; apartamento é mais valorizado que casa térrea (Foto: Marcio Fernandes)
Torres residenciais são erguidas na região da Vila Olímpia; apartamento é mais valorizado que casa térrea (Foto: Marcio Fernandes)

Essa depreciação, ou não, da moradia pode ocorrer em várias situações, na visão de Flávio Prando, vice presidente de Habitação do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). “O efeito pode ser perverso se o empreendimento fica ao lado ou na mesma rua de uma balada ou de vários bares”, diz.

“Nessa situação cria-se uma dificuldade de liquidez porque as baladas ainda causam transtornos como ruídos, trânsito e estacionamento inadequado que atrapalha o direito de ir e vir dos moradores, entre outros incômodos”. Segundo ele, esses fatores contribuem para um processo de desvalorização dos imóveis ao inibir novos compradores ou inquilinos.

José Augusto Viana Neto, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP), aponta outros fatores que colaboram para a desvalorização das unidades habitacionais incrustadas entre bares, casas noturnas e afins. “Ninguém quer flanelinhas, brigas, uso de entorpecentes ou furto de automóveis perto de casa, o que, em maior ou menor grau acaba ocorrendo quando as casas e condomínios estão cercadas de estabelecimentos de lazer noturno.”

“Fica um ambiente ruim para moradia e quando um possível comprador verifica a ocorrência desses fatos perto do imóvel, evita a aquisição”, afirma.

Por todas essas questões, são poucas as pessoas que não se importam com esse tipo de vizinhança. “Jovens casais e solteiros ainda procuram apartamentos pequenos em locais vizinhos a bares e outros estabelecimentos, mas casas térreas têm bem menos procura porque ficam sujeitas a esse tipo de incômodo”, conta ele.

FEIRA:
“Os imóveis muito próximos de estabelecimentos noturnos não são vistos com bons olhos pelos potenciais compradores”, admite Paulo de Melo Menezes, responsável pelo Departamento de Uso e Ocupação do Solo da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp).

“Uma analogia que podemos fazer é que todo mundo gosta de feiras livres próximas, mas nem todos gostam que ela funcione na rua de casa”, exemplifica. Menezes avalia que o fato de uma residência ficar logo ao lado de uma balada influencia diretamente no valor dela. Contudo, ele conta que isso dependerá da região em questão, do tipo de estabelecimento e do tipo do imóvel. Para o especialista, isso é impossível de se mensurar com exatidão. “Geralmente as pessoas procuram locais que estejam perto de tudo, mas não ao ponto de afetar a tranquilidade”, diz.

Prando, do Secovi, concorda. “Se o imóvel estiver próximo de locais de interesse como bares e restaurantes, a algumas quadras, por exemplo, é visto com bons olhos e cobiçado principalmente por casais ou jovens solteiros, que privilegiam ter acesso rápido não só ao trabalho, mas também à diversão.”

DICAS:
>> Antes de comprar o imóvel, visite a região várias vezes e pesquise a rotina das proximidades.

>> É importante saber como se comporta a vizinhança ao longo do dia. Por isso, conheça como a região é em cada período, visite o local e suas proximidades de manhã, à tarde e à noite.

>> Antes de fechar negócio, informe-se sobre a ocorrência de feiras livres e outros eventos fixos que costumam ser realizados na rua aonde você pretende morar

>> Fique atento também à documentação: consulte no cartório de imóveis se a moradia está registrada e retire certidões negativas do proprietário para saber se o bem não faz parte de inventário ou de processo judicial.

>> Outra medida importante é pedir declaração de que não há débito com condomínio e certidão negativa de débito de IPTU fornecida pela Prefeitura.

LEIA MAIS:

Juro de imóvel no País é dos mais altos do mundo

Atraso na entrega de imóvel novo deixa comprador em alerta

Saiba como financiar um imóvel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.