27/06/2013

Inadimplência em condomínio aumenta em SP

O atraso de pagamento em até 30 dias em São Paulo foi 7,22% maior em abril, segundo a Aabic

Fonte: ZAP Imóveis

O aumento no custo de se morar em apartamentos em São Paulo gerou uma nova alta da inadimplência nas parcelas dos condomínios em 2013.

Inadimplência em condomínio aumenta em SP
Em fevereiro, o valor relativo à inadimplência do mês foi de 3,73% dos condôminos, um aumento de 0,64% sobre o mesmo mês em 2012 (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

O atraso de pagamento em condomínio por até 30 dias na cidade de São Paulo foi 7,22% maior em abril, segundo o Ipemic (Índice Periódico de Mora e Inadimplência Condominial), divulgado pela Aabic (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo).

No entanto, o resultado, chamado de atraso por mora, ficou 0,63% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado (7,85%).

Em relação a fevereiro, o valor relativo à inadimplência do mês foi de 3,73% dos condôminos, um aumento de 0,64% na comparação com o mesmo mês em 2012 (3,12%).

Custo do condomínio – Ainda segundo o Aabic, por meio do Ipevecon (Índice Periódico da Variação de Custos Condominiais), as despesas de condomínio cresceram 0,91% em abril.

Em relação à variação individual dos grupos de despesas, a alta mais importante dos gastos foi de encargos sociais e benefícios, que apresentaram aumentos de 3,29% e 4,50%, respectivamente. Já o “Consumo de Água” cresceu 2,24%.

Em contrapartida, o item “Energia” apresentou variação negativa e relevante, com queda de 10,01%. Com baixas menos relevantes e de menor impacto nos preços, ficaram as Despesas Administrativas (-1,28%) e Despesas Gerais (-6,19%).

A amostra foi realizada na capital paulista com 2.535 condomínios de 15 empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.