26/07/2011

Inflação da construção civil desacelera para 0,59% em julho, diz FGV

Fonte: O Globo

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) de julho desacelerou para uma alta de 0,59%, abaixo do resultado do mês anterior, que ficara em 1,43%. Desde janeiro, o índice acumula alta de 6,15% no ano. Mas nos 12 meses encerrados em julho houve ligeira queda para taxa acumulada de 7,78%, ante 7,81% registrados em junho. O INCC-M é elaborado a partir dos preços verificados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getúlio Vargas.

Entre os grupos que formam o INCC-M, Materiais, Equipamentos e Serviços teve alta de 0,35%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,41%. Já Mão de Obra apresentou variação de 0,84%, contra 2,46% em junho.

No grupo Materiais, Equipamentos e Serviços, o índice correspondente a Materiais e Equipamentos registrou variação de 0,37%. Em julho, a taxa havia sido de 0,42%. Dois dos quatro subgrupos apresentaram reduções na variação: materiais para estrutura (0,45% para 0,35%) e materiais para acabamento (0,60% para 0,30%).

A parcela de Serviços passou de 0,37%, em junho, para 0,25%, em julho. Vale destacar a desaceleração do subgrupo aluguéis e taxas, que passou de 0,52% para 0,28%.

Já o grupo Mão de Obra subiu 0,84%, em julho. No mês passado, a taxa havia sido de 2,46%. Em Porto Alegre, este grupo apresentou alta de 8,06%, devido a reajustes salariais ocorridos em função da data base. No mês anterior, a taxa foi de 1,03%.

Cinco capitais apresentaram desaceleração: Brasília, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Já Salvador e Porto Alegre tiveram aceleração.

LEIA MAIS:

Vizinhos de terrenos abandonados sofrem com desvalorização e riscos à saúde

Governo pretende tomar o imóvel de quem deve IPTU

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.