30/10/2006

Informações estão em tempo real

Fonte: O Estado de S. Paulo

É possível administrar virtualmente o condomínio, com acesso a tudo que lhe diz respeito no cotidiano O LED, ou Diodo Emissor de Luz gasta menos energia

As empresas de administração de condomínio estão se adaptando aos novos tempos e colocando dados e serviços ao alcance de um clique pela internet. Por meio da tecnologia digital, os moradores podem ter acesso aos regulamentos do prédio, saldo do condomínio, atas das reuniões, despesas e emissão de segunda via de boletos. Basta digitar a senha e se conectar.

“Essas informações estão disponíveis em tempo real”, diz Fernando Fornícola, diretor da administradora Habitacional, que tem esses serviços também pelo telefone celular. “É possível fazer uma administração totalmente virtual, com acesso a tudo relacionado ao prédio.” Implantado desde 2001, o sistema abrange todos os 160 condomínios administrados pela Habitacional. “Já faz parte do nosso dia-a-dia”, diz o diretor.

Fornícola acredita que essa ferramenta virtual vai contra a cultura de que os moradores não estão interessados na administração do condomínio e afirma que o serviço é muito procurado pelos clientes ao contratar sua empresa. “É um belo diferencial”, diz ele.

Pela internet, ainda é possível que a administradora e o síndico acompanhem todas as cotações de serviços que serão realizados no condomínio. Os pedidos são então encaminhados pela própria rede para os fornecedores. Pode-se também saber quais apartamentos estão devendo as taxas condominiais.

Anotações

Na Techsys Logística & Administração, a vida do prédio também está to da na internet, desde o controle da manutenção dos ambientes aos registros das convenções. Há cerca de cinco anos, as informações sobre os condomínios administrados por ela já estão disponíveis na rede mundial de computadores. Além de consultar as informações sobre o cotidiano do prédio, os moradores também podem deixar anotações e fazer solicitações de serviços.

Os condôminos da Techsys ainda recebem uma senha para consult ar os extratos das contas do edifício pelo internet banking. “Fica muito mais transparente”, comenta o diretor de sistemas da empresa, Igor Rossine Gleb. Ele admite, entretanto, que alguns síndicos apresentaram certa resistência com a novidade.

Custos

Em alguns dos condomínios administrados pelo Grupo Hubert, a internet e a informática ajudam a racionalizar os custos de água. “É uma questão de justiça social, de cada um pagar o que consome”, comenta a supervisora de meio ambiente do grupo, Nathalie Gretillat .

Seguindo a tendência de que cada apartamento tenha o seu próprio aparelho de medição desse serviço, a administradora fez uma parceria com uma empresa de tecnologia para instalar em cada medidor um software que faz a leitura dos dados e transmite as informações, que ficam disponíveis via web.

A administradora e o síndico automaticamente têm acesso aos dados no computador, podendo conferir o consumo do período e calcular a quantia a ser paga. Depois, podem incluir o valor no boleto da taxa de condomínio. Esse sistema funciona em 18 prédios do grupo e deve ser expandido.

Nathalie diz que a economia – em torno de 15% e 35%, nos seis primeiros meses, no caso da água – não é percebida rapidamente pelo morador. “No primeiro mês, ele não tem noção de quanto consome.” Muitos até se assustam com o valor da conta. Só então, os condôminos começam a diminuir o tempo no banho e a usar a torneira com mais consciência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.