12/12/2012

Ingresso de parceiro do Rio de Janeiro dá ânimo a consórcio de obra para revitalização do Cais Mauá

Ingresso de parceiro do Rio de Janeiro dá ânimo a consórcio de obra para revitalização do Cais Mauá

Fonte: Revista do ZAP

Chegada do NSG Capital foi anunciada como garantia de haverá dinheiro para concretizar o projeto

A novela da revitalização do Cais Mauá, em Porto Alegre, incorporou um novo personagem, um galã endinheirado de sotaque carioca. O fundo de investimentos NSG Capital, que administra R$ 1,8 bilhão a partir da sua sede na praia de Botafogo, entrou em cena na terça-feira, dia 11 de dezembro de 2012, no Palácio Piratini para desempenhar o papel de mocinho na história que se arrasta desde 2010, marcados por anúncios e promessas.

Jaime Lerner Arquitetura e Engenharia / DivulgaçãoÁrea dos armazéns deve ser primeira a ser tocada no projeto

Os cariocas são os novos sócios do consórcio Porto Cais Mauá, que venceu a licitação para realizar o empreendimento há dois anos mas ainda não conseguiu dar início às obras. Eles abocanharam 39% do negócio, com orçamento total de R$ 560 milhões. A chegada do novo parceiro foi anunciada como a garantia de que agora há capital para concretizar o projeto. O começo das obras está previsto para março de 2013, com conclusão da primeira etapa até abril de 2014, a tempo de abrir as portas para a Copa do Mundo.

“Estamos envolvidos nesse projeto há cinco anos. Foram cinco longos anos, em que enfrentamos muitas dificuldades. Estávamos um pouco sozinhos, mas agora temos um parceiro forte”, disse Javier Aran, acionista do grupo espanhol GSS Holding, controlador de 51% do empreendimento (os outros 10% estão nas mãos do Grupo Bertin).

O “agora vai” foi anunciado no Piratini com a presença do chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, do prefeito José Fortunati, dos espanhóis e dos cariocas. Há pouco mais de um ano, em novembro de 2011, o Rio Grande do Sul testemunhou um momento similar: depois de pendências que emperravam o projeto terem sido superadas, o governo do Estado promoveu uma cerimônia para repassar a posse da área ao consórcio, com a presença do governador Tarso Genro. Como agora, o início das obras foi anunciado para março do ano seguinte.

Fundo ficará com uma das duas torres comerciais
O NSG, com experiência em investimentos no setor imobiliário, negociava sua entrada no negócio desde agosto. Ficou acertado que o fundo ficará com uma das duas torres comerciais que serão construídas.

“Já conhecíamos Porto Alegre e esperávamos por uma oportunidade como essa, um projeto interessante, que vai mudar a mecânica da cidade”, disse o presidente do NSG, Luiz Eduardo Franco de Abreu.

Representantes do fundo carioca forneceram na terça detalhes novos sobre o projeto, como a construção de uma arena para shows e a parceria com uma universidade para a operação de um centro de eventos.

Coca-Cola vira parceira do projeto na Capital
Além de um novo sócio, o projeto para o Cais Mauá ganhou na terça-feira um parceiro importante – a Coca-Cola. A empresa revelou que vai operar um dos espaços à beira do Guaíba, mas ainda faz segredo sobre o que se trata.

Presente à reunião no Palácio Piratini, Ricardo Vontobel, da Vonpar (franqueada da Coca-Cola no Estado), prometeu mostrar o projeto dentro de um mês. Por enquanto, promete que será algo grandioso:

O pacote de boas notícias de terça também contou com uma contribuição do prefeito José Fortunati.

Segundo ele, a renovação da orla em um trecho de 1,5 quilômetro a partir da Usina do Gasômetro deve começar também por volta de março, com prazo de 10 meses para conclusão.

O projeto foi encomendado a Jaime Lerner, que também assina a remodelação do Cais Mauá.

A área beneficiada é vizinha à regão que será recuperada pela iniciativa privada, complementando-a com novas áreas de lazer para a população.

O projeto prevê reurbanização, iluminação especial e ciclovia na orla. A licitação para a obra deve ser lançada em janeiro.

Leia mais:
>> Porto Alegre: começo das obras de revitalização dos armazéns do Cais Mauá é adiado

Tags: Urbanismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.