13/04/2009

Isenção de impostos como estímulo

Fonte: Jornal da Tarde

Medida faz parte do pacote do governo federal, que se propõe a financiar a construção de um milhão de unidades populares em todo o país

A prefeitura vai dar isenção de IPTU e de ISS para empreendedores que construírem moradias para a população de baixa renda. Segundo o secretário municipal de Urbanismo, Sergio Dias, a medida faz parte do pacote voltado para dar partida, no Rio, ao projeto “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal, que se propõe a financiar a construção de um milhão de unidades populares em todo o país. O anúncio oficial desse pacote será na próxima sexta-feira.

O cadastro de interessados em ter a casa própria será feito pela prefeitura e pelo estado.

Dias explicou que poderão se habilitar a financiamentos da Caixa Econômica famílias com renda de um a cinco salários mínimos. Mas o secretário de Habitação, Jorge Bittar, diz que a prioridade será a faixa de até três salários: – Vamos privilegiar a oferta para quem vive em encostas de morros, beira de rios, locais insalubres, áreas de proteção ambiental.

Outro projeto do município será voltado para favelas de pequeno porte que tenham entre 100 e 200 habitações. Dias explica que a proposta é fazer com que construtoras assumam o custo de erguer prédios em comunidades.

Em troca do investimento, receberiam terrenos públicos em áreas bem localizadas.

O secretário informa ainda que favelas localizadas ao longo da Avenida das Américas, no Recreio, encontram-se entre as que poderiam ser beneficiadas.

“As pessoas passariam a morar em imóveis regulares, com habitese” – diz ele.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-Rio), Roberto Kauffmann, está otimista em relação ao “Minha Casa, Minha Vida”. E acrescenta que as famílias poderão comprometer até 10% da renda e pagar prestações mínimas de R$ 50: – Muitos moradores de favelas, que pagam aluguéis, vão procurar o programa. Mas, para que ele dê certo, as casas devem ficar em locais que disponham de transporte de massa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.