03/05/2005

Jabaquara: fácil acesso

Fonte: Editoria Zap

Com acesso fácil ao vizinho ABC, à Baixada Santista e a todas as regiões da capital, através de metrô, ônibus e lotação, o bairro passou a atrair tanto uma população flutuante que trabalha na área, quanto novos moradores interessados na sua localização estratégica.

Zap o especialista em imóveis

A chegada do metrô e as grandes obras viárias realizadas no Jabaquara na década de 70 constituem um divisor de águas para o bairro, que em 10 anos recebeu mais investimentos do que em todo o período anterior de urbanização. Com acesso fácil ao vizinho ABC, à Baixada Santista e a todas as regiões da capital, através de metrô, ônibus e lotação, o bairro passou a atrair tanto uma população flutuante que trabalha na área ou por ali passa a caminho de outros locais quanto novos moradores interessados na sua localização estratégica.

Se a instalação do terminal Jabaquara, de onde partem ônibus para o litoral, foi responsável pelo desenvolvimento e o comércio mais diversificado, ela também trouxe “efeitos colaterais” desagradáveis, como o aumento de criminalidade nos seus entornos, a ação de perueiros clandestinos que lotam as ruas dos arredores com seus veículos, sujeira nas ruas e degradação de áreas públicas.

Entre os vizinhos problemáticos do bairro estão o aeroporto de Congonhas, eterna fonte de barulho e a Febem Imigrantes. Também existem regiões dentro do bairro que se transformaram em bolsões de pobreza, como Vila do Encontro, Vila Campestre e Americanópolis.

Em compensação, o Jabaquara fica bem ao lado da maior área verde da cidade, o Parque do Estado, onde estão o Simba Safari, o Jardim Zoológico e o Orquidário, algumas das áreas de lazer mais freqüentadas de São Paulo.

Dizem os moradores do bairro que dali é possível partir para qualquer parte do mundo. Exageros à parte, o bairro possui localização estratégica em relação às regiões vizinhas. E, embora seja um dos mais distantes do centro, a partir da estação de metrô do Jabaquara é possível chegar à zona norte em cerca de meia hora. Além disso, pelo menos 50 linhas de ônibus partem do bairro ou cruzam seu perímetro em direção a outras partes da cidade. Do terminal intermunicipal partem as linhas de ônibus para o litoral paulista e os trólebus em direção a Diadema, São Bernardo e Santo André. Para quem quer ir mais longe, o aeroporto de Congonhas fica bem ao lado.

Do Jabaquara também partem a rodovia dos Imigrantes, em direção ao ABC e litoral, a avenida Abraão de Moraes/Ricardo Jafet, em direção à Vila Mariana, Ipiranga e Centro, a avenida dos Bandeirantes, em direção ao Ibirapuera e marginal Pinheiros, além da própria avenida Jabaquara, em direção à região da Paulista. Seu tráfego é distribuído pelo complexo Maria Maluf.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.