19/05/2020

Jogos caseiros do passado podem entreter as crianças na quarentena

Nossos conselhos sobre os antigos jogos que você pode fazer em casa para entreter ou passar tempo com seus filhos durante a quarentena: do início dos anos 70 a uma caça ao tesouro mais complexo, mas atraente

Fonte: ZAP em Casa | La Cucina Italiana

Nesse período de distanciamento social, onde estamos mais em casa, um dos problemas mais comuns nas famílias diz respeito ao fechamento de escolas e à dificuldade de ter que cuidar das crianças em casa. Com a intensificação das atividades domésticas rotineiras e as obrigações de trabalho dos pais, além de manter os filhos ocupados, alternando momentos de aprendizado com outros de lazer, tornou-se um verdadeiro desafio. Se os brinquedos disponíveis, as leituras, os audiolivros, o desenho e talvez algumas atividades saudáveis ​​a serem realizadas na varanda ao ar livre não forem suficientes, você pode recorrer aos jogos caseiros do passado para entreter as crianças. (aqueles no estilo DIY – Faça você mesmo)

Segundo a psicóloga Ana Lúcia Torres, os jogos do passado são importantes para o bem-estar e desenvolvimento sadio de crianças e adultos, pois além de exercitarem habilidades cognitivas como raciocínio lógico, classificação e conceitualização, também desenvolvem habilidades socioemocionais, como a socialização e a comunicação. “Já que estamos mais tempo em casa, é um ótimo momento para criarmos coisas novas e quem sabe resgatar aquelas brincadeiras do passado”.

Aqui estão algumas ideias de diferentes épocas do passado. São ideias simples, mas alegres, que, além de divertir as crianças, permitem transmitir seus valores e hábitos do passado, bem como o conceito educacional de que você pode se divertir mesmo com poucos meios e um pouco de imaginação.

Leia também: Ler contos de fadas para crianças é uma ótima escolha para fazer em casa

Dicas de jogos caseiros do passado

1- O famoso cama de gato

Vamos começar com um jogo difundido nos anos 70, período em que algumas bolas coloridas, um pouco de corda, um elástico e alguns outros meios econômicos e domésticos foram suficientes para passar o tempo. Precisamente nesta época, nasceram passatempos históricos, incluindo esconde-esconde, cabo de guerra, sino, um ladrão de bandeira de três estrelas. Entre os jogos a serem disputados no interior, um jogo chamado figuras com corda era muito comum, um jogo muito fácil para dois, que os avós de hoje certamente se lembram.

Para recriá-lo, você só precisa de cinquenta centímetros de barbante fino, até a cozinha pode ficar bem. Os dois desafiantes podem ficar de frente um para o outro e, por sua vez, têm que tecer a corda entre os dedos, tentando criar figuras de qualquer tipo, por exemplo, um peixe, um doce. o mesmo jogo, feito com o êxtase e depois difundido em muitas partes do mundo, leva o nome de ripiglino ou berço do gato.
Para ambos, as crianças de hoje podem brincar com seus irmãos ou pais e, se morarem em casa com os avós, deixe-as contar.

jogos caseiros do passado
Um jogo que requer habilidades (Foto: Divulgação)

2 – Para quem mora em casa: amarelinha no quintal

jogo da Amarelinha, brincadeira também conhecida como pular macaco, academia, maré ou sapata, é uma atividade infantil muito conhecida e tradicional no Brasil. Ao mesmo que tempo que ajuda as crianças a conhecer e a escrever os números, também desperta e exercita as suas habilidades como contar, raciocinar e o equilíbrio.

brincadeira amarelinha para crianças
A famosa amarelinha não deve ser esquecida pelos pais (Foto: Shutterstock)

3 – Origami

Muitos dos brinquedos do passado não tinham apenas a vantagem, como vimos, de serem criados em casa com materiais ruins, mas também a de desenvolver as habilidades manuais e a engenhosidade das crianças. Um exemplo perfeito é o papel de origami , um passatempo divertido que requer apenas algumas folhas de papel, talvez coloridas, e algum tempo. Entre os grandes clássicos, há o avião e o barco , mas também jogos mais interativos e complexos, como o inferno e o paraíso de origami, também chamados de cartomante ou quadrado mágico.

Para construí-lo, basta pegar uma folha de papel A4, dobrar ao longo das diagonais, dobrar os cantos e dobrá-los internamente até obter um quadrado, depois virar e repetir a mesma operação. Depois de dobrado, primeiro em uma direção e depois em outra, está pronto! Nesse ponto, você pode decorar os lados do origami com números e escrever algo no pedaço de papel correspondente. Os pais podem inserir respostas gerais, mas também enigmas de conhecimentos matemáticos ou gerais e, é claro, brincar junto com seus filhos. Diversão para toda a família é garantida!

origami jogos do passado
Ótimo para despertar o raciocínio das crianças (Foto: Shutterstock)

4 – Acampar dentro de casa

Nesse período, ficar meio que forçado dentro de casa pode ter muitas repercussões no humor, incluindo o das crianças. Para lhes dar um sorriso, o ” acampar dentro de casa “. No passado, de fato, um pouco de tecido, materiais reciclados e um pouco de imaginação eram suficientes para construir uma barraca de acampamento, uma pequena casa na sala ou no quarto. Um exemplo de solução DIY, nesse sentido, que é simples de implementar é o da cabana indiana.

Para construí-lo, de fato, você pode usar três ou cinco palitos de madeira ou cabos de vassoura para dar vida à base da barraca, uma corda para fixá-los e, finalmente, um lençol velho ou um cobertor para cobrir o todo. Para tornar a estrutura estável, você também pode usar prendedores de roupa, fita adesiva ou unhas, enquanto para decorar o interior, adicione tapetes, almofadas e luzes de Natal.

Como alternativa à cabana indiana, e dependendo do material que você tem em casa, você pode construir uma casa de campo real; neste caso, você pode usar uma caixa, levantando e colando a parte superior para criar o telhado ou, mais simplesmente, pode cobrir uma mesa com uma folha antiga, para esculpir portas e janelas. Finalmente, elementos decorativos feitos com pannolenci, tecido ou papelão podem ser adicionados e, é claro, deixar as crianças darem uma contribuição criativa ao projeto.

jogos caseiros do passado - crianças brincando de acampamento
Deixe a imaginação criar asar durante a montagem do acampamento mágico (Foto: Shutterstock)

5 – A caça ao tesouro

Esse aqui serve para quem tem família grande. Muitos irmãos no caso! Para pais criativos, no entanto, pode ser interessante relembrar um jogo do passado que pode ser um pouco mais trabalhoso no nível organizacional, mas que pode ser ainda mais viciante. Para aqueles que não se lembraram das regras, os jogadores foram divididos em duas equipes que, graças a uma série de pistas espalhadas para adivinhar contendo instruções para descobrir a próxima etapa, tiveram que encontrar um objeto misterioso que consistia no prêmio final.

versão doméstica e de bloqueio da caça ao tesouro pode ser vista como uma competição entre irmãos ou um desafio aventureiro para apenas uma criança. Para as pistas, considere inserir algum teste de habilidade ou memória, bem como alguma pergunta ou enigma sobre conhecimentos ou assuntos específicos. O prêmio pode consistir em um doce, um brinquedo caseiro ou qualquer outro objeto que possa representar um momento de alegria e uma pequena conquista. Obviamente, você também pode optar por organizar uma caça ao tesouro que segue um tema , por exemplo, o de piratas para crianças e o de fadas ou princesas para meninas.

Qualquer que seja a atividade escolhida, o ideal é sempre envolver as crianças em todas as etapas da implementação, permitindo que elas contribuam significativamente com o artesão e a criatividade do projeto e se sintam úteis e importantes. Da mesma forma, os pais podem acompanhar o momento do jogo com o de compartilhar histórias sobre sua infância , de modo a intrigar seus filhos e netos e transmitir seus passatempos de bricolage.

6 – Peteca

Herdada de jogos indígenas, a peteca é também um esporte, praticado em competições. Mas para brincar, basta um peteca e disposição. Nesta brincadeira, a única regra vigente é fazer valer, na prática, o ditado popular: nunca deixar a peteca cair no chão. Bate-se com a palma da mão de cima para baixo e brinca-se em duplas ou em rodas de três a mais pessoas.

meninos jogando peteca
Ótima brincadeira para irmãos ou pais e filhos (Foto: Shutterstock)

7- Passa anel

Quem vai jogar forma uma fila, com as mãos esticadas para a frente e semiabertas, em formato de concha. Um dos participantes vai começar e terá um anel – ou um botão e até mesmo uma pequena flor – e vai passar suas mãos fechadas em cada mão em concha dos participantes.
Com uma leve abertura das mãos por baixo, quem passa o anel deixará cair o objeto em um dos participantes e escolherá alguém para adivinhar quem está com o anel. Esta é uma brincadeira antiga que aguça o senso de observação. Ganha quem adivinhar onde está o anel e vai saindo quem tenta adivinhar e não consegue. Quando é descoberto com quem está o anel, quem sai foi quem passou o objeto.

8 – As famosas 5 marias ou bito

famosa brincadeira com pedrinhas consiste em reunir cinco pedrinhas – pode também ser com saquinhos de pano feitos com grãos ou areia dentro. Esta brincadeira antiga é jogada com duas ou mais pessoas e o objetivo é passar por diversas fases, sempre com uma pedrinha sendo jogada para o alto. Estas fases são pegar uma pedrinha do chão enquanto a outra é jogada para o alto, ou empurrar a pedrinha do chão para ‘túneis’ formados pelos dedos de uma das mãos. Quem erra passa a vez para o próximo.
jogos do passado
Coloridos e criativos, o saquinho com as 5 marias conquistam as crianças (Foto: Divulgação)

9 – Pular corda

Além de ser uma atividade de entretenimento para as crianças, esta brincadeira gasta bastante energia. O jogo consiste em uma dupla batendo a corda, enquanto outra criança a pula cada vez que a corda passar pelo chão. Para acompanhar, e até dar a cadência do ritmo, existem várias canções para estimular a brincadeira. Uma das mais conhecidas é a que diz:

10 – O topo

Outro legado dos anos 70 é um jogo que todos conhecemos, ou o topo . Este brinquedo pode ser facilmente fabricado em casa usando materiais reciclados. De fato, basta um espeto de madeira ou lápis, folhas de papel ou cartolina colorida (também para embalagens de macarrão), tesoura e cola ou fita adesiva são suficientes para criar um top bonito e funcional. As crianças, com a ajuda de uma montanha-russa ou uma bússola, podem fazer um círculo de papel com bastante frequência, pintá-lo à vontade e depois inserir o espeto exatamente no centro. Para fixar a parte superior, basta colocar uma bola de plástico ou uma moeda de 1 centavo na ponta do bastão. Uma ideia divertida pode ser criar personagens de quadrinhos ou desenhos animados no cartão, padrões coloridos ou no disco educacional de Newton.

E aí, o que você achou da nossa lista com jogos caseiros do passado? Pensa em brincar com seus filhos ou quem sabe seu irmãozinho? Deixei seu comentário!

+ Tá procurando um novo lar?  Veja algumas opções

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.