18/05/2007

Juro menor beneficia consumidor

Fonte: Jornal da Tarde

Enquanto parte do mercado já se satisfaz com especulações e projeções de investimento, o consumidor final só sentirá o efeito do PAC, de fato, quando os recursos começarem a ser injetados na economia, os créditos se tornarem mais fáceis e atrativos e os juros caírem.

“A medida que os juros vão baixando, o consumidor final também começa a sentir o efeito geral, principalmente na poupança”, explica o vice-presidente de incorporação do Secovi-SP, João Batista Crestana.

Dessa forma, afirma, as instituições financeiras vão conseguindo atrair clientes das classes menos favorecidas. “As camadas mais baixas passam a ter acesso a financiamentos de bancos privados porque as prestações estão caindo. Os juros estão menores e os prazos maiores. Ou seja, os bancos estão descendo nas ‘pirâmides sociais’.”

Com relação aos preços dos imóveis, Crestana acredita que, mesmo que os valores não caiam, as parcelas vão ficar mais baixas. “Isso significa menos dinheiro que sai do bolso do consumidor. O que também causa um efeito positivo no mercado.”

Segundo ele, além da queda de juros, a livre concorrência também tem ocasionado uma melhora nos preços e nos produtos oferecidos no mercado. “O momento está favorável, e as condições para compra são boas”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.