29/12/2012

Litoral com muito lazer e segurança

Litoral com muito lazer e segurança

Fonte: Revista do ZAP

Os condomínios fechados são uma ótima opção para quem quer aproveitar a praia e fugir do calor das cidades no verão. A convivência com a família, o almoço sem pressa e o futebol no final da tarde são algumas atrações que transformam o veraneio em pura diversão aliada à qualidade de vida

Ir para a praia em um ambiente ao ar livre, com piscina, quadras esportivas, segurança, salas de ginástica e muito conforto atrai grande parte dos veranistas. Saiba o que os condomínios fechados trazem de melhor no Litoral Norte e faça parte deste mundo.

Divulgação / Báril

Passar os meses de verão na praia significa curtir o calor, aproveitar para reencontrar os amigos e descansar ao lado dos familiares. Com o passar do tempo, as pessoas acabam trabalhando demais e esquecem de se reencontrarem para passar momentos agradáveis juntos.

O engenheiro agrônomo aposentado Antonio Ernesto Diel, 74 anos, garante que teve uma melhoria na sua qualidade de vida e conquistou grandes amigos na
vizinhança do condomínio no qual tem uma bela casa. “A nossa intenção foi resgatar o trato e a aproximação de pessoas dispostas e interessadas em conviver em grupo compondo uma grande família” diz.

Quando o assunto é fazer novas amizades, o médico anestesiologista Regênio Mahfuz Herbstrith, 65 anos, também não tem do que reclamar. “No condomínio, tem o convívio com a família e a camaradagem com os vizinhos. Nunca se está sozinho”, afirma.

Os condomínios no Litoral Norte satisfazem os desejos dos moradores e veranistas. Além de segurança, a infraestrutura completa garante muita diversão o ano inteiro, tanto para os jovens, quanto para os idosos. Os projetos são pensados para agradar ao máximo os proprietários: planejamento arquitetônico, paisagístico, casas para gostos e necessidades variadas, piscinas ao ar livre e também cobertas, aquecidas.

Ainda há áreas de lazer, como bares, restaurantes,  sala de fitness, espaço e atividades monitoradas para crianças, quadras poliesportivas e campo de futebol.

Divulgação / Báril

“No Marítimo, é possível apreciar o por do sol na lagoa e correr na grama. Será onde mostraremos um pouquinho para nossas filhas como é uma vida interiorana”
Tatiane Argenta, gerente comercial e proprietária de um lote no Marítimo.


Divulgação / Báril


“O Casa Hermosa nos proporciona passar mais tempo com a família”
Eduardo Ruga, empresário e proprietário de uma casa no Casa Hermosa


Conforto e lazer
O charmoso visual do Casa Hermosa, condomínio de casas em Xangri-lá, remete a construções históricas do México antigo e foi cuidadosamente pensado para combinar com a infraestrutura de clube e lazer esperada para um condomínio contemporâneo. As casas são entregues prontas, cabendo ao proprietário decorar cada espaço ao seu gosto.

Divulgação / Báril

Os imóveis de dois dormitórios estão sendo vendidos a partir de R$ 222 mil. Já as casas de três dormitórios custam a partir de R$ 245 mil, com prestações mensais de R$ 1.421.

O mar ao seus pés
Ficar na beira-mar faz toda a diferença para quem gosta de pisar na areia. No condomínio Las Olas, em Imbé, isso está garantido. O ambiente une a vontade de quem adora a praia e não abre mão de uma piscina com vista para o horizonte. Há residências de dois e três dormitórios. As casas Duo estão sendo vendidas a partir de R$ 145 mil, com parcelas mensais de R$ 900. Já os imóveis de três dormitórios são encontrados a partir de R$ 267 mil, com prestação de R$1.300.

Divulgação / Báril

“Meus filhos vão curtir o ano todo, pois o condomínio é um clube de lazer, permitindo que as demais estações possam ser aproveitadas. A alegria de meus filhos em primeiro lugar. o melhor investimento é um imóvel bem localizado”
Rosélis Ribas, empresária e proprietária do Las Olas


Mar, lagoa e natureza
O Marítimo é um condomínio fechado de lotes em Tramandaí. Com enormes árvores e uma paisagem exuberante, o terreno fica localizado dentro de uma área de preservação, com mata nativa, o que chama ainda mais atenção de veranistas e moradores da região. Os terrenos ficam junto à lagoa da Custódia e a arquitetura e o projeto paisagístico interferiram minimamente no entorno. Dos 51 hectares, 75% foram preservados. A parte de uso comum – lazer, serviços, infraestrutura geral – está espalhada em 175 mil metros quadrados de muito ar puro.  A urbanização está pronta, várias casas estão sendo construídas, e os lotes estão sendo vendidos a partir de R$ 112 mil, que podem ser parcelados em até 240 meses.

Divulgação / Báril

Diversão para a criançada
Os condomínios fechados agradam a todos, mas principalmente as crianças, que ficam seguras, fazem novos amigos e se divertem

Divulgação / Báril

A rotina agitada, com muito trabalho e poucos momentos de lazer, acaba por afastar as pessoas. Muitos pais não têm tempo para aproveitarem ao lado dos filhos. Na praia, todos estão livres para curtirem juntos cada momento.

O engenheiro mecânico Joel Fischmann, 58 anos, e a mulher, Débora Martini, 47, têm duas filhas: Mariana, 19 anos, e Eduarda, 13. Quando estão no condomínio, adoram curtir a piscina e andar de bicicleta. “Me despreocupo de ficar criando programas para elas. Estão livres, em segurança e satisfeitas com o que há para fazer ali dentro”, afirma. Joel acredita que os condomínios lembram cidades do interior, quando tudo funcionava com base na coletividade.

O administrador Elizeu Simon, 51 anos, vai completar o seu terceiro verão em condomínio fechado e garante que os filhos adoram o veraneio. “O Matheus, 23 anos, e a Stefania, 19, têm aproveitado muito. Era difícil isso acontecer na outra casa porque a gente ficava preocupado com a segurança deles”, afirma satisfeito.

Divulgação / Báril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.