18/01/2008

Locação na praia está mais cara

Fonte: Jornal da Tarde

Imóveis do Litoral Norte apresentaram variações
de até 22% em relação ao ano passado

Tiago Queiroz/AEZap o especialista em imóveisCurtir bons momentos bem perto do mar está até 22% mais caro neste ano, mas a procura também é maior. Por isso nada como se planejar melhor e acertar a locação com antecedência

As locações de imóveis para temporada no Litoral de São Paulo estão entre 2,22% e 22,22% mais caras em relação ao
ano passado, conforme dados do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP).

De acordo com a pesquisa, feita em Janeiro, as maiores altas estão no Litoral Norte, onde uma diária chega perto de R$ 500 para um apartamento de quatro quartos e subiu de R$ 110 em 2007 para R$134,44 para um apartamento de um quarto .

A menor variação, de 2,22%, foi registrada para o aluguel de casas de dois dormitórios na Baixada Santista, onde o aluguel desse tipo de casa tem preço médio em torno de R$276 por dia.

Se considerada a variação máxima, de 22,22%, para apartamentos de um quarto, a alta supera a inflação no período (7,75% de janeiro a dezembro pelo IGP-M).

Apesar de a pesquisa ter registrado alta superior à inflação do período, na maior parte dos imóveis pesquisados (em 15 de 28 tipos de imóveis pesquisado sem12 cidades do litoral), o presidente do Creci alerta que a pesquisa indica uma tendência, mas não pode ser considerada uma regra.

“Muita gente encontrou locação com valor até menor do que o
do ano passado para alguns imóveis. As maiores altas são registradas para negócios fechados em cima da hora”, explica José Augusto Viana Neto.

A principal dica para encontrar imóveis com valores interessantes para locação, portanto, é a de procurar e fechar o negócio com antecedência. “O mercado segue a lei da oferta e da procura. Quanto mais perto de um feriado mais caros ficam os imóveis. Outro fator é o tempo de locação. Quanto mais longo, menores são os preços por dia”, explica Viana Neto.

Carnaval

Para os feriados de 25 de janeiro (aniversário da cidade de São Paulo), e Carnaval (na primeira semana de fevereiro),
já é praticamente impossível encontrar bons imóveis com preços interessantes. “Quem quiser fazer um bom negócio para datas como Revéillon, 25 de Janeiro e Carnaval deve fechar
até, no máximo, a primeira semana de dezembro”, diz o presidente do Creci.

Para as datas concorridas, os primeiros apartamentos a ser locados são os de frente para o mar.“Apesar de ter aumentado a oferta de imóveis para locação nas praias paulistas, aumentou também o movimento nelas. Por isso a disputa por locação”,
completa.

Cuidados na hora de alugar na praia

Alugar uma casa ou apartamentos na praia pode ser um ótimo negócio para quem quer passar mais tempo perto do mar pagando menos do que se estivesse em um hotel. Mas é preciso tomar alguns cuidados:

– Procure um corretor com experiência neste tipo de contrato. Ele vai saber o que precisa ou não ser feito

– Visite o imóvel. É a melhor forma de não ter surpresas
desagradáveis. Se não puder visitar, peça fotos por email

– Sempre faça um contrate delocação, independentedo tempo que vai ficar no imóvel. O documento é a única forma de resolver eventuais problemas

– O contrato deve ter informações detalhadas das condições dos equipamentos (como geladeira e fogão, por exemplo) e dos utensílios que estão dentro do imóvel. Confira o real estado dos equipamentos e utensílios antes de assinar o contrato ou ao chegar no imóvel

– O número de pessoas que vão ficar no imóvel também deve estar no contrato assim como eventuais multas por depreciação

– Em contratos de locação na praia é comum que o pagamento seja feito 50% na assinatura do contrato e mais 50% na data da entrega das chaves. As formas de pagamento variam de acordo com a negociação.

Fonte:Creci-SP

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.