06/11/2013

Lojas menores impulsionam vendas de material de construção em outubro

Segundo a Anamaco, o segmento com maior índice de vendas foi o de acabamentos, como tintas e revestimentos cerâmicos

Fonte: ZAP Imóveis

As vendas no varejo de material de construção cresceram 3,2% em outubro na comparação com setembro, informou a Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção).

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

De acordo com o estudo, em relação ao mês de outubro de 2012, não houve variação e o desempenho do setor se manteve estável. Além disso, as lojas menores apresentaram maior variação positiva nas vendas do que as maiores. A pesquisa registrou 8% de crescimento para as lojas pequenas contra 1,1% de crescimento para os grandes estabelecimentos.

Lojas menores impulsionam vendas de material de construção em outubro
As vendas no varejo de material de construção cresceram 3,2% em outubro na comparação com setembro (Foto: Banco de Imagens / Think Stock)

O segmento com maior índice de vendas foi o de acabamentos, como tintas e revestimentos cerâmicos. Já cimento foi o produto que mais sofreu retração.

“Os meses de novembro e dezembro são sempre muito positivos para o nosso setor. As pessoas querem deixar a casa arrumada para as festas de fim de ano, celebrar a chegada do Natal e Ano Novo com a casa arrumada, a sala pintada, o banheiro reformado”, afirmou Cláudio Conz, presidente da entidade, via nota.

No acumulado de janeiro a outubro, o segmento acumula um crescimento de 4% e de 4,5% nos últimos 12 meses. A previsão da entidade é que o ano de 2013 encerre com elevação de 4,5%.

Para o executivo da Anamaco, nem mesmo a Copa do Mundo deve atrapalhar o desempenho do setor no ano que vem.

“Estamos considerando um PIB de 3,5% para 2014 e mesmo alguns empecilhos, como o fato de que o setor terá menos dias para trabalhar por conta da Copa, além de ser um ano de eleições. Mas ainda assim, prevemos um crescimento de até 6% no primeiro semestre e de 8% no segundo semestre, fechando o ano com uma variação positiva de 7,2% em 2014 em relação a 2013”, finalizou.

A pesquisa foi realizada com 540 revendedores das cinco regiões do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.