06/04/2007

Loteamento foi moldado em estilo inglês

Fonte: Jornal da Tarde

Assim como ocorreu no Alto da Lapa, Pacaembu e Jardim América, as áreas do Alto de Pinheiros foram loteadas pela Companhia City. Com sede em Londres, na Inglaterra, a empresa de urbanização se instalou em São Paulo no início do século passado e já nos anos seguintes foi agregando terras compradas dos barões do café da época.

Em cerca de dez anos, a Cia. City já detinha 3,6 milhões de m². Apesar de terem sido patrimônios particulares, depois de terem passado pelas mãos dos jesuítas, os terrenos resumiam-se em grandes fundos de vales e estavam desocupados devido às enchentes constantes do Rio Pinheiros.

A concepção de loteamento do Alto de Pinheiros foi a mesma que foi adotada anteriormente em outras localidades. Priorizou-se as grandes dimensões das vias, canteiros centrais, calçadas, terrenos e inúmeras praças. Características que são preservadas até hoje.

Já o primeiro arruamento foi realizado em 1926, na região onde, hoje, estão as avenidas Professor Frederico Hermann Júnior e Pedroso de Morais. O desenvolvimento do bairro foi gradativo e só acelerou na década de 1940, quando o Rio Pinheiros foi canalizado em parceria com o poder público.

Leia também

Ofertas a prestadores de serviço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.