14/11/2008

Metade das vendas é financiada

Fonte: Jornal da Tarde

Caixa confirma a criação de uma linha de crédito de capital de giro de R$ 3 bilhões para empresas de construção civil

Um levantamento feito pelo Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) nos últimos 20 anos aponta que a média de compra de imóveis com financiamento ficava em torno de 30% do total de negócios. “Hoje está em 50%, por conta da proteção maior que a legislação vem proporcionando, da queda dos juros e dos prazos maiores”, afirma o presidente da entidade, João Crestana.

Segundo Gonçalo Fernandez, vice-presidente da Fernandez Mera Empreendimentos Imobiliários, no segmento de imóveis até R$ 300 mil a procura continua boa este ano, mesmo depois da crise. “Há dez dias fizemos o lançamento de um prédio no Morumbi, com unidades entre R$ 150 mil e R$ 160 mil e vendemos 180 apartamentos dos 260 disponíveis em apenas um dia.”

Já no mercado acima de R$ 600 mil a retração chegou a 30%. “Mas nesse perfil percebi também o interesse de dar entradas maiores, até 60% do total, e quitar a curto prazo. ?São pessoas que saíram de alguma aplicação financeira e estão aplicando em imóvel”, diz Fernandez, que também não acredita em grandes problemas para o setor. “Hoje construtoras já estão mais profissionalizadas, trabalham com margem menor.”

No dia 29 de outubro, a Caixa confirmou vai disponibilizar uma linha de crédito de capital de giro de R$ 3 bilhões para empresas de construção civil. Além disso, o governo vai permitir que outros bancos direcionem mais recursos da poupança para essas empresas. Isso pode significar mais R$ 10 bilhões para as construtoras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.