18/09/2008

Mostra Paisagismo apresenta dicas para jardins sob influências de diversas culturas

Fonte: Editoria Zap

Evento paralelo a Fiaflora ExpoGarden mostra 12 dicas de soluções para pequenos espaços, com características nacionais, japonesas árabes e européias

A Mostra Paisagismo, evento paralelo à Fiaflora ExpoGarden, promete mais uma vez surpreender os visitantes da feira. Em sua 11ª edição, profissionais renomados vão criar ambientes com o tema “Soluções para pequenos espaços”, em áreas de 25 metros quadrados, com características nacionais, japonesas, árabes e européias.

A novidade deste ano fica por conta da disposição dos espaços. “Os visitantes terão uma visão de 360º do jardim, o que não era possível em anos anteriores”, comenta o diretor da feira, Teodoro Henrique da Silva.

Imigração Japonesa
No ano em que se comemora o centenário da imigração japonesa no Brasil, a Mostra Paisagismo terá três espaços inspirados na cultura do País do Sol Nascente. O arquiteto paisagista Fernando Yamasaki é o responsável pela criação do jardim Um local para reflexão. Tendo o bambu como protagonista, o ambiente é indicado para momentos de leitura, chá, bate-papo e reflexão. “Este projeto trata de um único material, o bambu, cuja versatilidade e flexibilidade deveriam ser adotadas em nosso cotidiano”, comenta Yamasaki.

A paisagista Mônica RioVerde apresenta o Solário contemporâneo com tendência japonesa. “Gosto muito de utilizar diversos tipos de materiais, respeitando a definição do projeto. Neste caso trabalhei com o moderno e busquei inspiração no respeito que tenho pela cultura Japonesa”, conta Mônica. De acordo com ela, o objetivo desse espaço é ser uma simulação de um solário, não apenas no aspecto visual, mas para atender as necessidades pessoais de relaxamento e conforto.

A representação da própria natureza, essa é a inspiração da paisagista Shinzo Okuda e da arquiteta Mari Yamada. “Queremos mostrar que não é apenas colocando elementos decorativos japoneses como ponte, lanterna e bambu que se obtém um jardim japonês, é necessária a verdadeira harmonia e equilíbrio dos elementos para se obter a sensação de paz”, ressalta Mari. O espaço, a representação de um jardim tradicional de cerimônia do chá, contará com bambu, pinheiro negro, buxinho e pedras ornamentais.

Culturas diversas
As arquitetas Patrícia Santana e Ilka Paraíso buscaram inspiração em terras brasileiras, mais precisamente na Mata Atlântica, para criar Um pedaço da mata no meu quintal. “Este projeto tem o objetivo de mostrar que podemos criar pequenos jardins com espécies nativas brasileiras de grande valor ornamental, assim como materiais que contribuam para a sustentabilidade”, explica Patrícia. O projeto foi concebido como um espaço íntimo de descanso e leitura.  Uma pequena bacia trará o barulhinho d´água para trazer a tranqüilidade, e a vegetação escolhida  proporciona o aconchego da mata para o jardim, além de servir de abrigo e alimento para diversos pássaros.

Jardim Árabe é o nome do projeto do arquiteto paisagista Cadu Almeida. “Quero mostrar que aquela idéia de jardim bucólico esquecido em um canto da residência, apenas para contemplação, pode se tornar uma estrutura única, integrada totalmente ao convívio da família”, explica. O objetivo do profissional é  proporcionar um ambiente agradável aos olhos e ao prazer. O destaque fica por conta de plantas exóticas de tom verde intenso com um leve azulado, mistura de madeiras, pedras, tecidos e luz.

Depois de uma viagem à Grécia, a paisagista Margareth Linhares aproveitou as influências da região para criar seu espaço. De acordo com ela, a idéia é contar a evolução do jardim, desde a antiguidade até os dias de hoje, por meio dos cinco sentidos. O visitante poderá ver de perto uma reprodução fidedigna das colunas gregas, ouvir o som da harpa, sentir o cheiro do alecrim, tocar em plantas típicas da Grécia e provar sabores da cozinha mediterrânea.

A inspiração do Espaço Sagrado, de Luiz Lima, vem do requinte asiático em transformar um simples gazebo em obra de arte. O profissional faz um misto de madeira, metal, pedra e espelho para compor o ambiente. De acordo com Luiz, a maior fonte de energia vem da natureza, por isso, nesse espaço será possível sentar na madeira, escutar o fluxo d””água, sentir o calor do fogo, a força da pedra, a presença do metal, e principalmente o perfume e a paz transmitida pelas plantas. “Mesmo um pequeno espaço em casa, é possível ser transformado em um lugar sagrado para meditar, refletir e repor as energias”, explica.

Em casa
Tranqüilidade em uma casa agradável à beira-mar, essa é a mensagem que Lidiane Lourenço Correia Curvello, da Li Lourenço Paisagismo, com a Casa da Praia. O projeto é um terraço de casa de praia com jardim tropical,  destinado a momentos para relaxamento e massagem, em ambiente limpo e elegante, que convidam ao descanso e ao prazer. O espaço terá em sua execução madeira para dar aconchego, vasos e tecidos leves que combinam com o clima praiano e muita vegetação.

Pergolado coberto com lâmina de vidro, chão de canjica, painel de cruzetas com várias orquídeas e fonte que cai dentro de um lago. Essa é a descrição do Meu Canto, do paisagista Márcio Garcia dos Santos Jr. “Quero que as pessoas descubram que um jardim em casa é qualidade de vida. É ter a consciência de que o homem precisa da natureza para viver em harmonia com ele mesmo”, ressalta.

O paisagista Eduardo Delphino e o designer Rogério Cavinatto apresentam o Orquidário Urbano. O ambiente terá orquídeas de várias espécies, móveis de demolição, vasos, apetrechos de jardinagem, livros especializados e adornos. “Nossa inspiração veio do modo de vida moderno de um apreciador de orquídeas. Quemos criar um mundo a parte, onde  o apreciador possa se desligar de seu ambiente agitado e interagir com a natureza”, ressalta Cavinatto.

“Criar um Projeto Paisagístico requer habilidade profissional, inspirada em organização, ética, flexibilidade, agilidade, tecnologia e inovação”, comenta o arquiteto paisagista, Evandro Ziemann. Ele apresentará o Jardim Private LUXO. A mensagem do projeto, de acordo com seu criador é: “Jardim” uma necessidade que compartilha em busca do sentido e da sensação. “Private” comportamento sóbrio, emotivo; “luxo”, poder desfrutar da realização de algo que muito se deseja e com o qual se identifica.

Cantinho do Churrasco, o ambiente criado por Marli Pires, vai mostrar como ter em casa um espaço íntimo e acolhedor para a realização de um churrasco com os amigos e familiares. No projeto serão usados materiais como madeira, cerâmica e aço inox. Um pergolado para fazer a ambientação, com churrasqueira, mesa e bancos.

Serviço:
11º Fiaflora ExpoGarden – Feira Internacional de Paisagismo, Jardinagem, Lazer  e Floricultura
Data: 1º a 4 de outubro de 2008 (Nos dias 1, 2 e 3 somente público de negócios. Já no sábado, dia 4, também será permitida a entrada do público interessado em reformar e implantar um novo jardim ou tomar conhecimento das novidades do setor)
Horário: De quarta a sexta-feira, das 13h às 20h e no sábado das 10h às 20h
Local: Centro de Exposições Imigrantes (km 1,5 da Rodovia Imigrantes), São Paulo. Transporte gratuito do metrô e terminal rodoviário Jabaquara.
Informações para credenciamento: (11) 3845-0828
Site: www.expogarden.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.