14/08/2009

Móveis e acessórios pequenos e multifuncionais para adornar ambientes compactos

Fonte: O Globo

Apartamentos pequenos predominam entre os novos empreendimentos imobiliários e as lojas investem em móveis multifuncionais que se adaptem a esses espaços

Mesa chinesa com cadeira e gavetas embutidas (Foto: Divulgação)
Mesa chinesa com cadeira e gavetas embutidas (Foto: Divulgação)

Rio de Janeiro – Não adianta colocar o sofá dos seus sonhos numa sala compacta se as medidas do móvel não forem proporcionais ao ambiente. Com os espaços cada vez menores, as lojas passaram a investir em mobiliário e objetos multifuncionais, com tamanhos reduzidos. Há opções de estante, mesa, cadeira e banco com desenhos refinados que ampliam os espaços e facilitam a circulação.

“O item mais complicado no momento de se projetar um cômodo pequeno é encontrar móveis que sejam adequados ao tamanho do ambiente, já que o padrão do mobiliário no Brasil não acompanhou totalmente a redução dos espaços nas moradias. É necessário planejar cada aposento antes de comprar os móveis. Uma opção bastante viável para esses espaços é comprar móveis por encomenda, já que os planejados são uma excelente solução para esses ambientes”, diz a arquiteta Sofia Galvão.
 
Diante da redução de área dos aposentos, alguns móveis são projetados para atender duas ou mais funções, como o armário chinês (R$ 2400) da Rug Hold que vira mesa de computador com banco, ou o pufe Sogno da Celina Design (R$ 550), que pode ser transformado em mesa de apoio. Há também estantes mais estreitas, como a Rob, da Mac.

Mesa em módulos com base em ferro e tampo de madeira
Mesa em módulos com base em ferro e tampo de madeira

Se um projeto de decoração já requer atenção para eliminar possíveis obstáculos que comprometam a circulação e a abertura de portas e gavetas, estes cuidados devem ser maiores em ambientes pequenos. Uma forma para ampliar a sensação do espaço é usar pinturas claras e espelhos nas paredes. E mais uma dica. Os móveis com design planejado geralmente custam mais, porém não vale a pena comprar móveis com medida padrão e preços mais acessíveis que cabem no bolso, mas não cabem nos ambientes. É um barato que pode sair caro. O melhor, alerta o arquiteto Flávio Hermolin, é planejar com calma e fazer os móveis em alguma marcenaria.

Quer receber mais informações? Siga o ZAP no Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.