27/04/2009

Móveis mineiros e objetos artesanais fazem parte da decoração do lar da atriz Inez Viana

Fonte: Globo online

Móveis mineiros e objetos artesanais fazem parte da decoração do lar da atriz Inez Viana

Rio de Janeiro – Há seis anos, a atriz Inez Viana fez suas malas, pegou o bonde e virou cidadã de Santa Teresa. Junto com o marido, o diretor musical Marcelo Afonso Neves, trocou um dois-quartos em Ipanema por um apartamento térreo de quatro quartos no bairro histórico, reduto de artistas.

O imóvel, com um quintal de 600 metros quadrados, fica escondidinho no subsolo de um sobrado da década de 30. O lar ideal para os móveis mineiros de madeira de demolição e os vários objetos artesanais de decoração trazidos das turnês pelo Brasil.

O terreno de 600 metros quadrados, com mais de dez espécies de árvores frutíferas, micos e tucanos foi determinante para o novo estilo de vida que queriam levar – que inclui a companhia de três cães e três gatos. O casal ainda plantou uma horta de temperos e ervas medicinais e um orquidário. Mas foi preciso ter um “olho clínico” para perceber o potencial do espaço.

“Quando viemos ver a casa, o Marcelo queria sair correndo. O matagal chegava à porta da residência, que estava fechada havia mais de dois anos, muito abandonada”, conta Inez.

Painel de azulejos e pia são de demolição – Depois de um bom tratamento paisagístico, foi a vez de dar uma recauchutada na casa. Mas pouca coisa foi modificada. O piso de parquet e a porta que divide a sala da parte íntima da casa, de madeira com cristal bisotado, são originais. A saleta de jantar – anexa à de estar – com mesa e cristaleira mineiras, ganhou um painel de azulejos portugueses e uma pia antiga para se lavar as mãos antes das refeições, ambos comprados numa loja de material de demolição no Rio Comprido.

“A pia era para dar um ar de fazenda, uma bossa, mas descobrimos que é muito prático ter uma pia ao lado da mesa de jantar”, observa a atriz.

No estar, decorado com móveis de design anos 50, fica a maior parte da pequena coleção de arte popular de Inez. Como o colorido quadro da pernambucana Márcia Cisneiros, os azulejos cerâmicos do também pernambucano Francisco Brennand e as galinhas d””Angola de Maceió.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.