09/11/2009

“Nova Lei do Inquilinato é um avanço, mas deixa os pequenos lojistas em situação vulnerável”

Fonte: O Estado de S.Paulo

Carta aberta ao senhor presidente da República

Alencar Burti, Presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) – A avaliação inicial da Associação Comercial de São Paulo aponta que a nova Lei do Inquilinato contem aspectos positivos que podem estimular o aumento da oferta de imóveis para locação, acelerar os processos judiciais e reduzir o número de ações. Apresenta, contudo, um ponto que causa grande preocupação e contra o qual a entidade deve se manifestar, que é a facilidade do proprietário de retomar o imóvel comercial no final do contrato. Esse dispositivo deixa o comércio em situação de grande vulnerabilidade, pois, terminado o contrato, ele pode ter que abandonar o local sem que se leve em consideração que, muitas vezes, foi a sua atuação que criou, ou valorizou o “ponto” onde está instalada a loja e que uma eventual mudança poderá significar o fim de seu negócio.

Defendemos a flexibilização da legislação e a maior liberdade de negociação, mas é preciso considerar a importância da preservação das empresas de menor porte, que precisam ter maior segurança no tocante à sua localização, que, na maioria dos casos, é o principal fator de seu sucesso.

Estamos analisando todos os aspectos da lei e vamos, em conjunto com outras entidades, procurar corrigir os pontos que nos parecem prejudiciais, entre os quais se destaca o da questão da excessiva facilidade de retomada do imóvel comercial. Aguardamos a sanção da lei pelo senhor presidente da República, na expectativa de que o artigo em questão possa ser revisto para restabelecer o equilíbrio entre as partes e dar tranquilidade para milhares de pequenos lojistas, que precisam se concentrar nos preparativos para as vendas do Natal, para procurar fechar 2009 com um resultado positivo.

ENCONTRE SEU IMÓVEL NO ZAP:

LEIA MAIS:

CONDOMÍNIOS DE LUXO AGORA TÊM GESTÃO “PERSONNALITÉ” EM SP

PREFEITURA ESTUDA FAZER A CALÇADA E COBRAR NO IPTU

1 Comentário

  1. Concordo com a matéria acima, acho que os pequenos comerciantes estão numa sinuca de bico.O ponto comercial é muito importante para negócios de pequeno e médio porte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.