17/04/2014

Novas regras para reformas: confira o que muda e qual a importância

ABNT cria novas regras para evitar acidentes em obras. Condômino tem que apresentar plano de obra

Fonte: ZAP Imóveis

Nesta sexta-feira, 18, entra em vigor a nova norma com regras para reformas. Publicada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), o documento apresenta um roteiro de procedimentos que devem ser seguidos nas obras dentro e fora dos imóveis. O objetivo desta decisão é oferecer mais segurança às reformas realizadas em edifícios.

Toda reforma deverá ser autorizada (Foto: Thinkstock)

Os moradores de prédios, por exemplo, deverão enviar ao síndico um planejamento detalhado com o nome da empresa contratada e a duração. Além disso, o síndico terá o poder de autorizar ou proibir procedimentos que forem considerados de risco a edificação ou aos vizinhos. Porém, isso só ocorre com a validação de um engenheiro ou de um arquiteto, que deverá assinar o plano de obra.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

“Teremos um maior profissionalismo na execução de reformas. O próprio público começa a enxergar com outros olhos a importância e necessidade de trazer profissionais qualificados de uma empresa especializada que garante a qualidade do serviço, conta René Conter, engenheiro civil e diretor da rede Rei da Reforma.

A norma 16280 da ABNT vale como recomendação e o cumprimento obrigatório ainda depende de análises políticas locais. De toda forma, a instituição da regra, segundo os especialistas, vai amparar legalmente moradores, síndicos e funcionários dos edifícios no caso de problemas com as pequenas reformas.

Tags: ABNTreforma

22 Comentários

  1. A chamada…”Reformas devem ter autorização de engenheiro” das noticias em destaque necessita de correção: …”Reformas devem ter autorização de engenheiro ou arquiteto”

  2. Espero que as repartições públicas também sigam estas normas já que muitos dos prédios públicos estão em estado deplorável de conservação.

  3. Mais uma forma de complicar a vida dos cidadãos. E também mais uma forma de arrecadar dinheiro e criar os empregos que o governo inventa criar.

  4. Acho muito bom, mas o Estado deveria disponibilizar este serviço, pois a reforma já tem um custo razoável e este serviço de engenheiro/arquiteto seria mais um custo que muitas vezes fica alem do orçamento.

  5. Excelente a nova norma ! principalmente fazer ciente aos moradores dos prédios,pois agem como se o apartamento fosse uma casa e tomam atitudes em reformar sem ter o conhecimento real da concepção do projeto.

  6. caso a reforma altere a estrutura do imóvel(retirar paredes, modificar ambientes) tudo bem voce ter o aval de um engenheiro, mas troca de pisos e revestimentos de cozinhas, banheiros ou áreas de serviço, aí eu acho demais, pois você só vai trocar o revestimento

  7. Parabens a ABNT. Tem que rter regra e ordem em tudo. Quando começarem a cair os edificios e casa por incopetencia de mestres de obras desqualificados, como na India, vão dizer que o Brasil isso o Brasil aquilo. Parabens pela iniciativa.

  8. Quem paga os profissionais(engenheiro ou arquiteto) nestas reformas em que proprietários querem realizar em seus imóveis?Se, o síndico tem que avaliar,quem ajuda o síndico nesta avaliação? Nem todo o síndico é engenheiro ou arquiteto.Vai respingar algum custo para o condomínio?

  9. Primeiro procure um engenheiro que tenha muito conhecimento. Pois eu, como mestre geral de obras à 37 anos, já trabalhei com alguns que não deveriam nem ter canudo. Se informe e peça recomendações antes de fechar com alguém.

  10. Isto é obrigação da fiscalização, pois nós pagamos taxa de obra, as prefeituras são os responsáveis,eles que providenciem.

  11. essa é uma nova tributação no bolso do povo, que já é tão sacrificsdo com os encargos de impostos existentes. a prefeitura que coloquem engenheiros para fiscalizarem as obras, chega de meterem a mão no nosso bolso.

  12. Está tudo muito bem, está tudo muito bom, só que esqueceram de informar que a NOVA NORMA NÃO TEM FORÇA DE LEI; a ABNT é uma empresa particular que quer vender seu peixe por R$ 50 paus cada publicação;logo, vamos esperar o Estado se pronunciar para ver no que vai dar.

  13. essa nova norma ate que é boa o dificil é fazer com que muitos engenheiros compareçao nas obra para o devido acompanhamento ao inves de simplesmente pegar o dinheiro do projeto e sumir digo isso porque escuto de varios clientes a mesma reclamaçao

  14. ate concordo, se não for para encher o bolso de alguns do governo, pois tem gente que pensa de edificio e igual a casa, nem tudo pode ser mexido

  15. ACHO QUE NADA VAI MUDAR PORQUE O SISTEMA DE FISCALIZAÇÃO É FALHO PELO MENOS NA MINHA CIDADE POUCO EXISTE,NÃO POR CULPA DE QUEM FAZ MASPORQUE SÃO POUCOS QUE O FAZEM.

  16. para certos tipos de reformas ainda vai mais para simples trocas de piso,azulejos ou trocas de encanamentos vai ter muitos querendo se aproveitar para cobrar uma porcentagem em cima dos prestadores de serviços pois não mechem nas estruturas do condominio

  17. Na minha opinião acho quer se na reforma estiver incluso retirada de paredes que pode mexer na estrutura do prédio ou outras reformas que incluam instalação de piscina, ou churrasqueira que pode aumentar o peso e consequentemente vir a abalar o prédio, realmente precisa de um engenheiro, mas para pintura, troca de piso e de janela acho um absurdo a necessidade de engenheiro ou arquiteto. Me parece até que querem até proteger esses profissionais as nossas custas. Porque temos que contratá-los se não estamos interessados nos serviços deles que vão abusar de nós pobres mortais que agora não temos nem mesmo o direito de mudar o visual de nossos apartamentos e casas sem o aval de engenheiros… Fico indignada com isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.