08/09/2010

Número de domicílios no Brasil cresce 13,4% em cinco anos

Número de domicílios no Brasil cresce 13,4% em cinco anos

Fonte: Revista do ZAP

Pesquisa do IBGE revela que a marca das casas no país já chega a 58,6 milhões

O número de domicílios no Brasil aumentou em 1 milhão no ano passado, atingindo a marca de 58,6 milhões de unidades, segundo levantamento divulgado nessa quarta, dia 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2009) revelou que mais de 73% dos domicílios eram próprios, um acréscimo de 13,4% em relação a 2004. Entre os alugados a taxa chegou a 17%, o que representa 10 milhões de domicílios.

Na comparação com 2008, houve uma alta de quase 300 mil domicílios próprios. Em termos percentuais, no entanto, houve queda, de 74,4% em 2008 para 73,6% em 2009.

casa própria

O instituto revelou ainda que caiu o número de residências com cinco moradores ou mais enquanto o volume de domicílios com apenas um morador, que era de 10,4% em 2004, passou para 12% no ano passado.

“Aumentou o número de pessoas que estão morando sozinhas. Essa constatação está relacionada ao envelhecimento da população e à queda de fecundidade que vinha sendo registrada nos últimos anos”, afirmou a gerente da pesquisa, Maria Lucia Vieira.

Bens nos domicílios
O levantamento do IBGE sobre a situação dos domicílios brasileiros no ano passado mostrou ainda avanços na aquisição de bens duráveis, entre 2008 e 2009, apontando acréscimo dos domicílios com máquina de lavar roupa (41,5% para 44,3%), geladeira (92,1% para 93,4%) e televisão (95,1% para 95,7%).

telefone internet

Além disso, mais de 2 milhões de domicílios brasileiros passaram a ter algum tipo de telefone (móvel ou fixo) em 2009. A Pnad revelou também um maior volume de aparelhos de DVD nas residências brasileiras, chegando a 72% dos domicílios investigados em 2009.

Ainda em relação à posse de equipamentos de tecnologia da comunicação, a pesquisa mostrou que 35% das 58,6 milhões de residências pesquisadas tinham microcomputador, em 2009. A proporção representa mais de 20 milhões de residências com o equipamento, sendo que em 16 milhões delas também foi registrado acesso à internet. A maioria dos domicílios com computadores e com acesso à rede estava na Região Sudeste e as menores proporções, nas regiões Norte (13,2%) e Nordeste (14,4%).

Automóveis
Desde 2008, o IBGE investiga a existência de automóvel ou moto para uso pessoal nos domicílios. No ano passado, a pesquisa mostrou que os moradores de 37,5% das residências tinham automóvel e os moradores de 16,2% de domicílios eram proprietários de motos. O Norte do país foi a única região onde a porcentagem de motocicletas foi maior do que a de automóveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.