28/01/2007

Número de unidades financiadas deve crescer

Fonte: O Estado de S. Paulo

De acordo com as previsões da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o volume do financiamento habitacional pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) deve crescer em 2007. Os recursos devem atender, principalmente, à classe média. As estimativas são de que a maior parte dos empréstimos será para a aquisição de imóveis na faixa entre R$ 130 mil e R$ 150 mil.

A tendência é que haja a redução do valor médio financiado por unidade. Em contrapartida, um número maior de pessoas terá acesso à casa própria. Segundo a entidade, as aplicações totais devem ser da ordem de R$ 10,5 a R$ 11 bilhões.

Os resultados de 2006 surpreenderam. Segundo levantamento da associação, as aplicações atingiram R$ 9,5 bilhões – um crescimento de 95,5% em relação a 2005. Apenas em dezembro, o volume emprestado foi de R$ 1,03 bilhão, o melhor resultado observado num único mês nos últimos 20 anos.

Em 2006, foram financiadas 115.523 unidades, sendo a primeira vez, desde 1988, que o número de imóveis financiados supera a casa dos 100 mil. Outro recorde histórico veio das operações com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que atingiram cerca de R$ 6,8 bilhões.

 

Leia mais

 

Classe média no foco do mercado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.