06/11/2006

O lar está mais perto

Fonte: Jornal da Tarde

Mercado espera que concorrência leve bancos a lançar
novas linhas de crédito em fevereiro do próximo ano, com taxas reduzidas

Hélvio Romero/AEZap o especialista em imóveisPacote de incentivo ao mercado imobiliário deve acirrar a concorrência entre os bancos, com redução de juros

Quem está pensando em comprar a casa própria no início do próximo ano poderá ser beneficiado pela concorrência entre os bancos. A expectativa do setor é de que as instituições financeiras vão inundar o mercado com novas linhas de financiamentos a partir de fevereiro, aproveitando as mudanças causadas pelo último pacote habitacional do governo federal.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon), João Cláudio Robusti, afirma que as taxas de juros já sofreram reduções nas últimas semanas, sobretudo por conta do lançamento de linhas de crédito imobiliário com taxas pré-fixadas.

Com isso, os consumidores já podem dar entrada na casa própria pagando juros fixos de 14% ao ano durante todo o financiamento, no Bradesco e no Santander. Já a Caixa Econômica Federal fixou os juros em 11,9% e, por conta disso, diversas outras empresas deverão repensar nos porcentuais, para não perder espaço no mercado.

De qualquer forma, ele acredita que há espaço para novas reduções nos juros, barateando ainda mais as operações de financiamento. “A taxa Selic (o índice básico da inflação) tem baixado bastante nos últimos meses. Os bancos devem aproveitar este bom momento da economia brasileira para criar novos produtos e lançá-los em breve, acirrando a concorrência e a busca por clientes”, explicou Robusti.

Segundo cálculos do SindusCon, as taxas poderão chegar a 7%, caso o comportamento do mercado continue favorável, sobretudo com a criação de linhas de financiamento com o desconto das prestações em folha de pagamento – o crédito consignado.

Ele acredita que, mesmo sendo um corte grande, há muitas possibilidades dos juros caírem para este patamar.

Bancos confirmam

O próprio setor financeiro confirma que, no início do ano, os clientes terão novidades no segmento imobiliário em quase todas as empresas. A expectativa é de que 2007 seja ainda melhor para quem está em busca de adquirir uma casa ou apartamento.

Segundo o diretor de crédito imobiliário da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Natalino Gazonato, parte dos instituições já lançou produtos adequados às novas regras, Caixa Econômica Federal, Santander e Bradesco.

Agora, as demais empresas estão analisando a receptividade dos consumidores a essas linhas pré-fixadas para, em seguida, desenvolver e colocar os novos produtos no mercado, já com as adequações necessárias para superar a concorrência.

“Tenho a impressão de que a grande maioria dos bancos está se preparando para lançar novas linhas de financiamento para o início do ano, entre fevereiro e março”, comemorou. “E acredito que não serão apenas produtos não com taxa fixa, mas também linhas de crédito consignado”, avaliou Gazonato, que também integra a diretoria da Associação Brasileira de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Robusti, do SindusCon, faz uma orientação importante às pessoas. “O ideal é que, caso os consumidores possam, devem realmente esperar mais alguns meses antes de assinar o contrato da casa própria”, recomendou.

A razão para isso é justamente as possíveis novidades do setor nos próximos meses – sobretudo em fevereiro, quando ele acredita que os lançamentos chegarão no ápice. “Os bancos afirmam que já estão estudando os novos produtos imobiliários, e tenho certeza de que serão boas surpresas”, complementou o presidente da entidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.