23/12/2006

O objeto do desejo no verão

Fonte: Jornal da Tarde

Mercado reúne piscinas em alvenaria, vinil e fibra de vidro; modelos têm custo e prazos de entrega variados

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisPiscina de fibra de vidro, que é apontada como resistente:a construção demora aproximadamente uma semana

O desejo de ter uma piscina em casa cresce à medida que as temperaturas do verão ultrapassam a marca dos 30ºC. Com planejamento para construir de forma correta e escolher o material adequado, ter um lugar para se divertir com os amigos e a família fica mais fácil e acessível até para quem não mora nas mansões dos bairros chiques da Cidade.

As lojas especializadas vendem os três tipos existentes de piscina: alvenaria, fibra de vidro e vinil. Cada um exige um sistema de construção diferente, que interfere no preço final. “Piscinas de alvenaria custam praticamente o dobro do que as de fibra e vinil, que têm preços equivalentes”, aponta Cristiano França, diretor comercial da fábrica mineira Fiber Spa & Pools.

Especializada na construção de tanques de fibra de vidro, a Fiber desistiu do mercado de vinil por causa dos problemas que esse tipo de material pode apresentar quando a construção não é bem feita. “A piscina de fibra é muito mais resistente e não apresenta vazamentos. Já a de vinil, quando existe algum problema, é difícil localizar o furo e fazer a correção”, compara França.

A economia de 30% que a construção de uma piscina de vinil pode gerar, porém, faz José Antônio Campos, proprietário da loja Campos Piscinas, sair em defesa do produto mais procurado pelos clientes. “O produto tem uma fragilidade maior e exige cuidados do construtor. Mas dura até dez anos quando usado com cuidado. O que depõe contra o vinil é a má execução do projeto, que pode deixar a piscina com rugas e defeitos”, alerta.

Pesam a favor da fibra a praticidade da construção, o tempo menor para o serviço ficar pronto – cerca de uma semana – e o número reduzido de problemas detectados pelos revendedores. “Muitos lojistas preferem investir nas piscinas de fibra porque sentem que não ocorrem os defeitos e evitam problemas posteriores”, comenta França.
Além disso, com a evolução do mercado, as fábricas já disponibilizam diversos formatos para os tanques. Só a Fiber possui 23 tipos diferentes de piscinas de fibra à venda.

A importância de uma construção sem erros também se reflete na manutenção da piscina, mesmo nos meses de inverno, quando a utilização da área de lazer diminui consideravelmente. “Nessa época do ano, as lojas ficam numa correria muito grande para atender ao cliente, que quer a piscina pronta a todo o custo antes dos feriados. Mas se o sonho de colocar uma piscina em casa não for bem descrito, pode virar uma grande dor de cabeça”, avisa Fábio Forlenza, técnico da HTH, uma das maiores fabricantes de produtos para conservação e tratamento de piscinas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.