26/03/2019

Ocupante de imóvel retomado por banco deve ter preferência em leilão, aprova CCJ

Projeto de Lei prevê cumprimento de exigências por parte do ocupante e não é válido para imóveis do "Minha Casa, Minha Vida"

Fonte: ZAP em Casa

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado aprovou na última quarta-feira (20) a proposta da senadora Simone Tebet (MDB-MS) de dar prioridade em leilão a ocupantes de imóveis retomados por bancos. O Projeto de Lei de número 582/2015 teve como relator o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) e foi aprovado por unanimidade.

A proposta diz respeito a imóveis residenciais retomados por falta de pagamento ou quebra contratual avaliados em menos de 10% do valor máximo dos financiáveis pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Saiba o que fazer para realizar o sonho da casa própria o quanto antes

leilão
Projeto de Lei estabelece algumas exigências ao ocupante (Foto: Shutterstock)

No processo de revenda por meio de leilão, os ocupantes – mutuários devedores originais ou não – devem ter preferência de aquisição desde que cumpram com as exigências previstas pela instituição financeira credora e a indenize em 0,4% do valor do imóvel por mês pelo tempo ocupado.

Imóveis que façam parte do programa de habitação do Governo Federal, “Minha Casa, Minha Vida“, não se aplicam à proposta e devem passar por processo de inadimplência e revenda de acordo com o que já está previsto em lei.

Uma vez aprovado, o projeto ainda deve passar pelo Congresso Nacional, caso não receba recurso de reanálise no Plenário do Senado.

Bancos fazem leilão de imóveis comerciais e residenciais até 60% mais baratos

Saiba o que é amortização de financiamento imobiliário:

+Permuta de imóveis: saiba o que é e como funciona

+Fim do aluguel: o que fazer para não sair do imóvel com punições

+Lançamentos diferenciados para participantes do ‘Minha Casa, Minha Vida’ serão inaugurados em São Paulo

+Manual descritivo: saiba o que observar