23/05/2008

Óleo usado em casa também é reciclável

Fonte: Editoria Zap

O destino do óleo de cozinha não deve ser o ralo da pia. O óleo doméstico é altamente prejudicial ao meio ambiente quando descartado dessa forma. Um litro do produto que vai parar nos rios contamina cerca de um milhão de litros de água, o equivalente ao consumo de uma pessoa durante 14 anos, de acordo com o site da ONG Trevo.

Quando despejado na rede de esgoto, o óleo compromete todo o sistema, causando entupimento nos canos e tubulações, além de formar uma camada impermeabilizante em caixas de passagens e fossas sépticas, unidades de tratamento primário de esgoto doméstico.

Para evitar danos ao meio ambiente e gastos com manutenção moradores de condomínios da cidade de São Paulo começaram a armazenar o óleo de cozinha usado para entregá-los as ONGs e cooperativas que se dedicam a reciclagem deste material.

A reciclagem de óleo permite até algum retorno financeiro com sua venda ou mesmo com a produção de sabão, materiais de limpeza, biodiesel e massas para vidro.

A ONG Trevo é uma das instituições que faz este trabalho. A entitade disponibiliza aos condomínios tambores de plástico que comportam até 50 litros de óleo de fritura. A cada semana, quinzena ou mês, essas bombonas são retiradas e trocadas por recipientes vazios. A Trevo paga R$ 0,25 por litro coletado e o dinheiro pode ser utilizado em melhorias no edifício e até mesmo devolvido aos moradores.

Os interessados em adotar esse tipo de serviço em condomínios ou regiões residenciais podem entrar em contato com cooperativas e também com a ONG Trevo.

Receita de Sabão Caseiro

Ingredientes:

– 2 litros de óleo de cozinha usado
– 350 g de soda em escamas
– 350 ml de água

Preparo:

Dissolva a soda cáustica na água em um balde reforçado ou em uma lata de tinta de 18 litros. Reserve.

Coloque o óleo, já coado, em um recipiente e leve ao fogo até aquecer em aproximadamente 60º C.

Apague o fogo e acrescente a soda, já dissolvida, e mexa até engrossar (cerca de 20 a 30 minutos).

Após esse período despeje o conteúdo em recipientes e aguarde a secagem.

Importante: cuidado no manuseio da soda cáustica, pois o material é muito corrosivo. Utilize luvas e óculos de proteção. Deixe o sabão em descanso depois de pronto por alguns dias antes de utilizá-lo, para que a soda cáustica se dissolva. 

Serviço

ONG Trevo
Tel. 011 3531-2116
www.trevo.org.br

Instituto Triângulo
Tel. 011 4991-1112
www.triangulo.org.br

Leia também

Condomínios de São Paulo dão exemplos de cidadania

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.