20/09/2017

Os bairros mais “gourmet” de São Paulo

Morar numa região supervalorizada, com ótima localização e boa infraestrutura é um sonho, mas custa caro

Fonte: ZAP em Casa

Realizar o sonho da casa própria é sempre considerada uma grande conquista. Imagina então conseguir comprar o seu imóvel naquele bairro perfeito, que habita os sonhos de qualquer um. Uma região supervalorizada, com ótima localização e boa infraestrutura. Sim, ela existe, mas, infelizmente, não é para todos. Afinal de contas, para viver nos bairros “gourmet” é preciso pagar um preço alto.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Mesmo com o desaquecimento do mercado imobiliário no Brasil, agravado pela forte crise econômica e política, pela alta dos juros e a restrição do crédito, alguns lugares ainda são bastante exclusivos.

Pacaembu são paulo
(Foto: Shutterstock)

Nos últimos 12 meses (jul/16 x jul/17), o valor do metro quadrado em São Paulo acumulou leve alta de 0,82% contudo, a inflação no mesmo período teve alta de 2,62% fazendo com que os preços dos imóveis na cidade de São Paulo tenham uma queda real. No mês de jul/17, o preço do m² na cidade foi de R$ 8.680, mantendo-se em segundo lugar, atrás apenas do Rio de Janeiro, R$ 10.028.

vila madalena são paulo
(Foto: Shutterstock)

Isso significa que, para comprar um apartamento de 70 metros quadrados em São Paulo, seria preciso desembolsar R$ 607.600. Achou caro? Então saiba que existem bairros na capital paulista que são ainda mais valorizados e, conseqüentemente, mais caros. Em julho de 2017, Vila Nova Conceição tinha teve o metro quadrado mais valorizado, custando R$ 16.480. Para comprar um imóvel de 70 metros quadrados lá era necessário pagar R$ 1.153.600. Jardim Europa (R$ 15.120), Jardim Paulistano (R$ 14.727), Itaim (R$ 13.429) e Vila Olímpia (R$ 12.961) completam a lista dos cinco bairros com o metro quadrado mais caro.

(Foto: Shutterstock)

Mas o critério para ser um bairro “gourmetizado” não se baseia apenas no valor. De acordo com Flávio Prando, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP, existem outros bairros também bem qualificados e que, apesar de não estar na lista dos mais caros, também estão entre os maiores preços do mercado. Ou seja, todos são considerados bairros nobres. Acrescente na lista dos “gourmet” Jardim América, Alto de Pinheiros, Vila Madalena, City Lapa, Pacaembu e Higienópolis.

Pinheiros São Paulo
(Foto: Shutterstock)

Além de serem bairros valorizados, existem outras qualidades que os deixam mais atrativos. “Os Jardins, Alto de Pinheiros , Pacaembu e City Lapa são bairros planejados ,com ruas agradáveis e um nível de arborização diferenciado”, explica Prando. Segundo ele, Vila Conceição e Itaim Bibi ganham em valorização por estarem próximos do Ibirapuera. “Higienópolis é bem localizado em relação ao posicionamento na cidade, é vizinho de bairros chiques e próximo da avenida Paulista”, acrescenta o dirigente do Secovi-SP. Já a Vila Madalena, para ele, é o bairro literalmente “gourmet” da lista. “Lá tem muitos restaurantes e bares”, finaliza.

+ Checklist: 6 dicas que vão facilitar a sua vida na hora de vender um imóvel

+ Veja o checklist para quem quer comprar um imóvel

+ Veja um checklist para alugar um imóvel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.