12/01/2009

Os pequenos em alta

Fonte: Jornal EXTRA

A tendência agora é de edifícios menores, com até cinco pavimentos

Em 2009, os baixinhos vão estar com tudo. Pelo menos, no ramo da construção civil. Depois do boom de prédios altos com dezenas de unidades espalhadas em blocos, a tendência agora é de edifícios menores, com até cinco pavimentos.

Em Campo Grande, a Even optou pelo modelo para seguir as características da região, onde há grande concentração de casas. A empresa vai lançar, nas próximas semanas, um empreendimento desse tipo, com quatro andares, incluindo térreo e cobertura, num total de 176 unidades.

A vantagem é que, para quem gosta de casa, os custos de manutenção são menores, além de lazer e segurança garantidos  disse o gerente geral da Even, Cláudio Hermolin.

A construtora Enes também vai lançar, ainda este mês, o Premium Tijuca, que terá apenas quatro andares e 32 unidades.

Em bairros bucólicos e residenciais, os prédios baixos são um charme a mais. Além disso, proporcionam um convívio melhor com os vizinhos  disse o diretor da empresa Leonardo Enes.

Até a Zona Sul está recebendo baixinhos, entre tantos gigantes. A Concal ergueu recentemente no Leblon o Résidences Belle Vue, com três andares e 20 unidades.

Quem sempre morou em casa se identifica com o projeto. Apesar de ser um prédio, os moradores não precisarão de elevador, pois a garagem ficará no nível de cada apartamento – afirmou Sergio Caldas, arquiteto da construtora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.