02/12/2007

Pacotes completos para reformas

Fonte: O Estado de S. Paulo

Redes de lojas de materiais de construção criam mix de produtos e serviços para dar maior garantia ao cliente

Na hora de realizar uma reforma ou um pequeno reparo em casa, a principal dificuldade do consumidor não é encontrar o material necessário, mas sim mão-de-obra qualificada para realizar o serviço.

Paulo Pinto/AEZap o especialista em imóveisTranqüilidade – Durante a obra, acompanhamento de engenheiro garantiu cumprimento do cronograma

 

 

 

 

 

 

 

 

A ausência de certificações que garantam a qualidade do trabalho desses profissionais, principalmente os que trabalham com alvenaria (pedreiros), obriga o consumidor a contar apenas com indicações de parentes ou amigos. Existe, entretanto, um serviço oferecido por algumas redes de lojas de materiais de construção que consistem em oferecer ao cliente não somente o produto, mas também a possibilidade de contratar o profissional que fará a sua aplicação.

A rede de home centers C&C, por exemplo, oferece ao consumidor um mix de produto e serviço criado há quatro anos. Ao todo, a rede tem 39 lojas em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo explica o diretor-geral, Jorge Gonçalves Filho, é possível contratar desde a simples instalação de um chuveiro até a realização de uma obra mais complexa. Para tanto, a rede mantém um cadastro de construtoras e profissionais autônomos .

“Cada loja indica uma construtora para atender os clientes da região”, explica Gonçalves.

Um kit semelhante está também sendo oferecido pelo Grupo Okynawa, que tem três lojas na zona leste da capital. De acordo com o vice-presidente da Coomaco, cooperativa de trabalho que mantém parceria com o Grupo Okynawa, Natal Destro, a vantagem para o consumidor está na garantia da qualidade do serviço, assegurada por um contrato entre o prestador e o cliente.

É o que também garante a C&C. “Um contrato com a construtora ou com um profissional autônomo (o que pode variar de acordo com o tamanho da obra)garante os direitos dos clientes”, diz Gonçalves.

Apesar de não ter responsablilidade no que tange à realização da obra, a C&C afirma que em caso de problemas ajuda o cliente a conseguir a solução com o prestador. “Nós acompanhamos a realização do serviço e, quando há muita incidência de problemas, descredenciamos o parceiro”, diz Gonçalves.

Para o professor do curso de Orçamento, custo e planejamento de obras da Fundação para a Pesquisa Ambiental (Fupam), Ivan Xavier, a tendência é que a demanda por esse serviço aumente. Principalmente porque as pessoas sofrem muito com mão-de-obra despreparada. “Contratar uma empresa estruturada, que seleciona e treina os profissionais, é uma opção que agrega tranqüilidade a quem está contratando”, diz. “Entretanto, essa vantagem é acompanhada de um custo mais alto”, frisa.

Satisfeita

Depois de ter experiências ruins contratando pedreiros por conta própria, a professora Marta de Barros acabou optando por contratar a construtora indicada por uma loja de materiais. Marta queria trocar o piso e o revestimento de parede de sua cozinha e dividir o espaço em duas partes, para ter uma sala de jantar.

Além disso, rebaixou o teto com gesso e refez toda a parte elétrica e hidráulica. “Fiquei satisfeita com o resultado”, afirma Marta. “O prazo foi cumprido e um engenheiro visitava a obra toda semana, o que me transmitiu tranqüilidade”.

No entanto, para ter toda essa comodidade, Marta teve de desembolsar a quantia de R$ 12 mil. Valor que, segundo ela, é maior que o orçado com pedreiros autônomos e menor que o pedido por escritórios de arquitetura.

“”Custo não é alto””, diz especialista

O valor pago por Marta de Barros pela obra em sua casa (ver texto nesta página) foi considerado justo pelo professor de Orçamento, planejamento e custos de obras da Fundação para a Pesquisa Ambiental (Fupam), Ivan Xavier. Segundo ele, além do material, e da mão-de-obra necessários, existe ainda uma série de custos indiretos que interferem no “preço de venda” de uma obra.

“Só com encargos sociais sobre empregados a empresa terá de pagar aproximadamente 120%”, ressalta Xavier. Além disso, a soma de impostos federais, municipais e uma margem de 10% de lucro da empresa resulta num acréscimo de mais 26% sobre o custo da obra.

De acordo com os cálculos do professor, considerando tudo isso, mais despesas contratuais, o custo final de uma obra como a realizada na residência de Marta poderia ficar em torno de R$ 18 mil, caso ela contratasse uma construtora fora do mix fornecido pela rede onde ela adquiriu os materiais.LC

Sites

Algumas entidades mantêm bancos de profissionais da construção em seus sites. Confira:

www.encontreseueletricista.com.br (com certificação)

www.ibsth.org.br

www.doutoresdaconstrucao.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.