12/10/2007

Pague a casa própria enquanto inquilino

Fonte: Jornal da Tarde

Planos especiais de consórcio oferecem parcelas mais baixas para quem vive de aluguel

Robson Fernandjes/AEZap o especialista em imóveisInquilinos já podem contar com planos especiais para a compra da casa própria sem sair do imóvel alugado

A idéia de que conciliar o aluguel com as prestações de um consórcio imobiliário só é possível para poucos privilegiados está se tornando ultrapassada. O bom momento pelo qual passa o mercado e a concorrência entre as empresas do setor tem facilitado a aquisição da casa própria, inclusive, por aqueles que estão comprometidos com a locação. Segundo dados da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac), a modalidade já cresceu próximo a 30% este ano.

Hoje, alguns consórcios já oferecem planos especiais para quem quer comprar o primeiro imóvel mas não pode abandonar o aluguel antes de ser contemplado. Os descontos chegam até 20% no valor das parcelas até a liberação do crédito em comparação com os planos normais, como é o caso do Plano Mais por Menos do Consórcio Nacional Embracon.

“A idéia é oferecer mais vantagens a preços menores e facilitar o acesso ao crédito, principalmente de quem quer adquirir um imóvel mas ainda depende do pagamento de aluguel”, afirma o dirigente da área comercial da empresa, Antonio Barbosa. “Uma outra grande vantagem é a que não há taxas de juros em consórcios”, complementa. As prestações são reajustadas anualmente pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC) a partir do segundo ano.

Segundo uma simulação feita pelo gerente regional da Embracon, Rogério Dutra, para um crédito de R$ 100 mil a ser pago em 120 meses (10 anos), a parcela de um consórcio normal seria de R$ 1.016,00, enquanto que a de um plano especial ficaria em R$ 802,08, uma compensação de 20% que será diluída nas parcelas restantes do plano.

Caso a contemplação ocorra por meio de sorteio, o consorciado começará a pagar, a partir da liberação, prestações equivalentes ao do plano normal mais o restante descontado nas parcelas anteriores. “O valor final a ser pago será o mesmo. A diferença é que as parcelas vão caber no bolso do consorciado enquanto ele pagar o aluguel”, explica Dutra.

Nas contemplações por lances fixos ou livres – quando o consorciado quita uma quantia maior de uma única vez para resgatar o prêmio antecipadamente -, as parcelas continuam mantidas com valor 20% inferior. Dutra conta que, embora o plano diferenciado seja oferecido para qualquer interessado, independentemente de ser inquilino ou não, o objetivo é atrair a enorme demanda de quem é locatário. “A expectativa é de crescimento de 30% nas vendas de crédito imobiliário”, acredita Dutra.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.