08/01/2013

Paisagismo reaproveita materiais em prol de áreas verdes sustentáveis

Paisagismo reaproveita materiais em prol de áreas verdes sustentáveis

Fonte: Revista do ZAP

Pallets e rolhas são aproveitas e reutilizadas de acordo com o projeto desenvolvido

Ter uma área externa em casa é um privilégio muitas vezes subaproveitado. Com a justificativa de que o paisagismo é caro e que a manutenção exige dedicação, os jardins, muitas vezes, são relegados a depósitos ou zonas de passagem.

Transformados, porém, podem virar um relaxante ponto de encontro familiar. Há uma série de soluções econômica e simples de manter que podem transformar qualquer canto aberto, mesmo pequeno, em agradável área verde de convívio.

Pallets são um exemplo disso. De baixo custo e reutilizáveis, as peças feitas para transportar mercadorias, viram bancos, cachepôs, revestimentos de parede e floreiras.

A paisagista Helena Montevecchio montou, junto com Rafael de Castro e Jussara de Siqueira, uma bancada de pallets para a horta e também para fechamento do muro lateral no Jardim do Gourmet na Expoflora, mostra de paisagismo ocorrida em São Paulo.

Humberto de Castro / Divulgação

“É um material de custo muito baixo. O conceito é que, independente do espaço, crie-se um jardim agradável, onde se possa desfrutar de momentos de tranquilidade”, diz Helena.

Para a paisagista Paula Godoy, os pallets resolveram um problema no seu ambiente da Expoflora: os pilares de ferro de sustentação do toldo, centralizados no espaço. Nas floreiras de pallets, madeira de suporte para cargas, Paula optou por pendentes como samambaia-prata, brinco-de-princesa e columeia (abaixo).

Humberto de Castro / Divulgação

“Coloquei quatro ripas de madeiras longilíneas ao redor dos pilares e revesti esse conjunto com sarrafos de pallets, de modo a criar uma coluna para encaixar os vasos”, explica a autora.

Já no Jardim do Vinho, a partir da temática da bebida, obra de Danilo Torres e Mayra Guarnieri, uma faixa de 7cm de profundidade revestida com feltro tem como acabamento centenas de rolhas de cortiça (abaixo). Em vez de decorar o bar, dentro de vidros, centenas de rolhas substituem pedriscos no contorno do deque de madeira do ambiente Jardim do Vinho.

Humberto de Castro / Divulgação

“Queríamos reutilizar as rolhas de uma maneira incomum. De longe, pareciam pedriscos, num efeito inusitado que os visitantes demoravam a identificar”, relembra Mayra.

Leia mais:
>> Paisagismo em casas de veraneio no litoral gaúcho redefine fachadas e entornos
>> Jardim no litoral paulista tira partido do terreno acidentado com projeto charmoso

Tags: paisagismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.