04/04/2008

Para deixar o carro em casa

Fonte: Jornal EXTRA

Empreendimentos mistos, comercial e residencial, ajudam a
reduzir deslocamentos

Não ter que pegar o carro para trabalhar ou para fazer compras é considerado um luxo em uma cidade como São Paulo, onde os congestionamentos roubam boa parte do dia dos moradores. 

Hélvio Romero/AEZap o especialista em imóveisObras do empreendimento que inclui o Shopping Cidade Jardim e prédios de escritórios e apartamentos residenciais na Marginal Pinheiros

Para atender aos interessados em deixar o carro na garagem e resolver a maior parte das coisas a pé, construtoras e incorporadoras apostam nos empreendimentos mistos: os condomínios com torres residenciais e comerciais com entradas independentes e, na maioria dos casos, um pequeno shopping center ou centro de serviços no térreo.

O modelo, inspirado nos conjuntos mistos da década de 1950 foi reinaugurado na cidade de São Paulo em 1999, com o lançamento do Brascan Century Plaza Itaim Bibi. O empreendimento tem uma torre residencial nos andares superiores e hotel nos andares inferiores, duas torres comerciais e uma praça com serviços, seguindo o projeto do
The World Financial Center, de Nova York, cidade onde os empreendimentos mistos já estão consolidados há décadas.

Na época do lançamento, as unidades residenciais demoraram para ser vendidas. “Havia um preconceito em morar em empreendimentos com torres comerciais, mas, aos poucos, as pessoas perceberam que é, na verdade, um privilégio”, diz o diretor da Brascan Residential Properties de São Paulo, Frederico Bonnard. Hoje, se uma unidade residencial do empreendimento no Itaim é colocada à venda, a comercialização é muito rápida.

Passado esse período de adaptação do produto ao mercado brasileiro, as incorporadoras perceberam que havia demanda para os empreendimentos mistos, e, em 2005, foi lançado o Parque Cidade Jardim, próximo à Marginal Pinheiros. O projeto causou polêmica na época do lançamento por ter nove torres residenciais em cima de um shopping sofisticado, um hotel, torres comerciais e as unidades residenciais com preços
a partir de R$ 1,5 milhão. O shopping está prestes a ser inaugurado, e as unidades residenciais foram quase todas vendidas.

Hoje, os empreendimentos mistos são muito bem aceitos pelo
mercado. “Os mistos são muito bem localizados, e, por isso, a venda é rápida”, diz Cyro Naufel, diretor de atendimento da Lopes Consultoria de Imóveis. Os lançamentos de empreendimentos mistos estão espalhados por toda a Grande
São Paulo, de Alphaville a São Bernardo do Campo. As regiões que recebem esses empreendimentos são escolhidas minuciosamente pelas incorporadoras.

“Os empreendimentos mistos são mais adequados em bairros
onde faltam opções de comércio e serviços próximo às residências, como é o caso de Alphaville. Tendo essa demanda, vai haver interesse das pessoas em morar nesses
locais, com o conforto de ter serviços na porta e estar próximo
ao local de trabalho ”, diz Claudio Dall””Acqua, diretor da Odebrecht Empreendimentos Imobiliários.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.