19/08/2010

Para objetos à vista e ao alcance das mãos, com muito estilo

Fonte: O Globo
Pneus que servem para pendurar bolsas (Fotos: Divulgação)
Pneus que servem para pendurar bolsas (Foto: Divulgação)

De pneus velhos que, presos à parede, se transformam em espaço para pendurar as bolsas, a um cabideiro que se tornou um clássico do design mundial. Acessórios que livram a casa da bagunça com muito estilo estão espalhados por muitos dos ambientes da 7ª edição da mostra “Morar mais por menos”, em cartaz até 19 de setembro, na sede da Pequena Cruzada, na Lagoa.

Depois de uma semana percorrendo borracharias e terrenos baldios de Vargem Grande, as arquitetas Aline Araújo e Maria Emília Monaco conseguiram reunir cerca de 60 pneus velhos para compor uma loja inspirada nas tradicionais “vendas de garagem”, eventos nos quais moradores usam tal espaço para colocar seus pertences à venda. Depois de lavados e pintados, os pneus ganharam ganchos e foram para a parede assumir a função de “penduradores” para bolsas e acessórios. Uma boa dica para ser repetida em casa.

Cabideiro criado por casal de designer em 1953 continua atual
Cabideiro criado por casal de designer em 1953 continua atual (Fotos: Gustavo Stephan)

Considerado um clássico do design, o cabideiro “Hang-it-all” foi criado em 1953 pelo casal de arquitetos e designers Ray e Charles Eames. E permanece atual, como mostra o arquiteto e urbanista Arthur Falcão no “Estar do jovem urbano”, cuja proposta é privilegiar mais os objetos decorativos do que o espaço em si. O cabideiro tem estrutura de metal pintado de branco e esferas de resina em cores fortes. No projeto, foram usadas três peças, que servem para abrigar os fios de instrumentos e demais equipamentos do morador.

Criado pela arquiteta e designer gaúcha Ilse Lang, o cabideiro “Laço” se ajusta às mais diversas necessidades. Ele é feito de tubos de aço carbono, que, além de esconder os parafusos de fixação, servem para unir um cabide a outro, ao gosto do freguês. A peça é revestida de tecido, o que dá uma bossa a mais. No “Recanto do artista”, espaço criado pela designer de interiores Laura Faria em homenagem ao artista plástico Vik Muniz, ele abriga chapéus na parte inferior e, na superior, livros de arquitetura e decoração.

Cabideiro criado por casal de designer em 1953 continua atual (Foto: Gustavo Stephan)
Pequena escultura de alumínio com pátina grafite é usada para pendurar uma bolsa

De alumínio coberto com pátina grafite, a peça “Omi saltando”, da Hob & Nob, foi a escolhida pela decoradora Celina Mello Franco e pelo arquiteto Nilton Montarroyos para o “Quarto da executiva”, um cômodo idealizado para uma profissional da moda. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma espécie de escultura de um homem saltando que, em contraste com o papel de parede estampado, conferiu um toque irreverente ao projeto.

LEIA MAIS:

De depósito improvisado a um cômodo com mil e uma utilidades

Portas de correr para ampliar ambientes e reforçar a decoração

Blogueiras dão dicas sobre decoração

Projetos de arquitetura reservam cantinhos especiais para coleções

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.