24/02/2007

Para que não ‘sigam’ seus passos

Fonte: Jornal da Tarde

Manta especial evita que sons sobre o chão de seu apartamento ‘caiam’ na cabeça do vizinho de baixo

Helvio Romero/AEZap o especialista em imóveisEngenheiro Wadson Marques, da Sika, demonstra a aplicação do Acou Bond, que elimina barulho em piso de madeira

Em uma das cidades mais verticalizadas do mundo, assegurar que o caminhar do vizinho do andar de cima não vai encher o apartamento de baixo de ‘toc-tocs’ indesejáveis é imprescindível para a boa convivência. O segredo para impedir o ruído indesejável pode estar em um sistema de fixação dos pisos já amplamente usado nos países da Europa.

“É uma combinação entre uma manta com orifícios que absorvem o som e adesivos que, por serem flexíveis, também contribuem para eliminar ou reduzir o barulho que os saltos dos sapatos causam”, aponta o engenheiro Wadson Marques, da Sika, fabricante que importou a solução. “As lajes estão cada vez mais finas. A reverberação do som e o ruído que chegam ao andar de baixo são muito altos.”

Para melhorar o conforto acústico, o produto pode ser utilizado na maioria dos tipos de revestimento existentes no mercado, inclusive em pisos de madeira sólida. “Não é preciso furar a laje, o que é comum no Brasil e acaba prejudicando uma eventual impermeabilização realizada no piso. Os adesivos garantem a fixação sem esse tipo de agressão”, compara Marques.

O preço do metro quadrado do adesivo gira em torno de R$ 12, e um dia de serviço costuma ser suficiente para completar a aplicação em todos os cômodos de uma residência de tamanho convencional. “A instalação é bastante simples. Desenrola-se a manta e, depois, é colocado o adesivo por cima. Isso facilita o serviço, porque as marcações já estão feitas e impedem erros na montagem.”

A inovação tecnológica será mostrada na Feira Internacional da Indústria da Construção (Feicon), que começa no dia 13 de março, no centro de exposições do Anhembi.

Proteção no teto

As possibilidades para conseguir reduzir os efeitos nocivos do barulho vão desde o chão até o teto. Estão à venda, por exemplo, placas feitas de espuma que podem ser usadas na cobertura de qualquer tipo de ambiente, inclusive com cores variadas para combinar com a decoração da casa.

“A aplicação pode ser feita sobre superfícies de alvenaria, madeira, metal ou gesso”, afirma Arnaldo Simis Schver, representante da Illbruch, que lançou o produto batizado de Sonex.

Com a capacidade de impedir que os ruídos estranhos se propaguem no ambiente, o forro acústico – comumente aplicado em ambientes comerciais , mas que pode ser adaptado para as residências – ajuda a proporcionar uma atmosfera mais amena. “Isso diminui o estresse. Além de contribuir para o aumento da produtividade.”

Consciente dos problemas enfrentados pelas vítimas do excesso de barulho, o professor da Universidade de São Paulo (USP) José Cremonesi culpa a economia feita pelas construtoras pelo aumento de problemas dessa natureza. “As lajes e paredes possuem espessuras mais finas, para se gastar menos e obter ganhos maiores com as construções. O ideal é que as residências já tivessem piso flutuante, janelas e portas acústicas”, diz o especialista em acústica.

Leia também

‘Parede seca’ é solução aprovada

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.