26/01/2006

Paraíso – SP

Fonte: Editoria Zap

O bairro – que fica no distrito de Vila Mariana e tem mais de um século de história – é berço da tradicional Avenida Paulista

A história do bairro já soma mais de um século. O Paraíso começou com o loteamento de antigas chácaras em 1891, ano em que foi aberta a Avenida Paulista. Com o desenvolvimento, tornou-se um forte centro comercial, cercado de núcleos residenciais.

O bairro mescla ruas tranqüilas e arborizadas com pontos de comércio e serviços. A chegada do Shopping Paulista, em 1991, consagrou a região, atraindo ainda mais o mercado imobiliário.

Hoje em dia, para quem gosta de morar em ruas tranqüilas, mas bem próximo ao comércio, o Paraíso cai como uma luva. Localizado na região Sudoeste da cidade de São Paulo, o bairro tem um privilegiado sistema de transporte, com mais de 30 trajetos de ônibus circulares, e estação de metrô com acesso às linhas Norte-Sul e Ana Rosa/Vila Madalena.

É lá que começa a avenida mais famosa da cidade: a Paulista. Pelo bairro também passam outras vias bem movimentadas, entre elas a Avenida 23 de Maio e a Brigadeiro Luís Antonio. Além disso, também estão no Paraíso ruas tradicionais, como a 13 de Maio, repleta de cantinas italianas, e a Padre Manuel da Nóbrega, com prédios residenciais de arquitetura clássica.

Com tantas vantagens, encontrar um terreno disponível para a construção civil é quase uma façanha. Na última década, os investimentos têm se concentrado em prédios de escritório e flats.

As vendas estão em alta na região. A maioria dos negócios fechados é de apartamentos usados. O metro quadrado para os apartamentos de apenas um dormitório em zona 2 –- o residencial e comercial –- custa em média R$ 1.282,76. Já unidades de três quartos, com a mesma característica, custam R$ 1.133,86 o metro quadrado.
O Paraíso tem também uma das maiores concentrações de hospitais da cidade. Lá estão localizados grandes centros médicos, como Hospital do Coração, Brigadeiro, Oswaldo cruz, Santa Catarina, Maternidade Santa Joana, Procordis, Instituto Pasteur e Beneficência Portuguesa.

Para quem aprecia a boa culinária, na área entre a Rua Dr. Rafael de Barros e a Alameda Santos pode-se degustar pratos da cozinha árabe, italiana, japonesa, além de churrascarias e sorveterias.

Entre as opções culturais estão o Centro Cultural São Paulo, o Teatro do Hospital Santa Catarina, o Instituto Itaú e a Casa das Rosas. Construída em 1928 por Ramos de Azevedo, esta é uma das mais belas mansões da Avenida Paulista. O prédio foi tombado em 1982 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico, Arquitetônico e Turístico (Condephaat).

A programação cultural inclui ainda os cinemas da Avenida Paulista. Além disso, quem gosta de caminhar pode encontrar bancas hippies e de ambulantes, onde há livros, bijuterias, equipamentos eletrônicos e outros.

Apesar de toda essa agitação, muitas ruas do Paraíso ainda guardam características residenciais, o que garante uma excelente qualidade de vida para quem escolheu o bairro para viver.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.