19/10/2010

Peças rústicas e cheias de charme recriam por aqui um certo clima italiano

Fonte: O Globo

Paisagens à parte, dizem que o Rio e a Toscana guardam algumas semelhanças. No quesito decoração, elas estariam na valorização do estilo “chique despojado”, com destaque para peças cujo aspecto envelhecido parece carregar um século de história.

Baldes esculpidos em madeira teca do depósito O Galpão (Fotos: Divulgação)
Baldes esculpidos em madeira teca do depósito O Galpão (Fotos: Divulgação)

Acostumada a viajar mundo afora em busca de peças únicas para o depósito O Galpão, a empresária Teresa Pellitteri aposta em potes decorativos que mais parecem baldes. Eles são esculpidos em madeira teca e, segundo ela, são perfeitos para compor um ambiente à la Toscana.

“O visual romântico dos campos de flores, dos vinhedos e a mesa farta da região são características muito marcantes no nosso imaginário. E essas peças trazem um pouco desta atmosfera para a decoração, uma vez que podem ser usados para armazenar lenha, alimentos ou até mesmo como cachepôs para flores, remetendo a um ambiente rústico e elegante”, diz Teresa.

Sócios, a dupla Cláudia Carvalho e Dílson Abdalla vive na ponte aérea Brasil-China em busca de peças para abastecer o depósito Rug Hold. O curioso é que muitas, nem de longe, lembram a tradicional estética chinesa. É o caso de recém-chegada linha de móveis de madeira de demolição lavada. São, entre outros, aparadores, estantes, mesinhas de centro, armários, bancos e espelhos que se destacam pelo aspecto rústico.

Aparador de madeira de demolição da Rug Hold (Foto: Divulgação)
Aparador de madeira de demolição da Rug Hold

“Depois de lixada, a madeira recebe uma aplicação de seladora para proteção, o que garante um acabamento mais claro e um visual leve. Para quem gosta de uma decoração que tira partido das ações do tempo, essas peças são um achado, conjugam charme e história”, diz Cláudia.

Para o designer de interiores Leonardo de Magalhães Pinto, que assinou, no Casa Cor Rio, um ambiente inspirado na Toscana, a dica é usar elementos que remetam às antigas e rústicas construções rurais.

“Pode ser um piso rústico de madeira clara, uma tapeçaria numa das paredes, arandelas de ferro, vasos com limoeiros.”

E o que não falta opções de móveis e objetos que acompanham o clima da elegante da Toscana. É o caso do lustre criado pelo arquiteto Chicô Gouveia. À venda na loja Olhar do Brasil, em Itaipava, a peça é feita de melaton, um tipo de metal que não agride o meio ambiente, e tem seis cúpulas revestida de tecido cru. Por aqui, uma cadeira do século 19, que está à venda no Arnaldo Danemberg  Antiquário, segue o estilo campesiano.

Na Arteiro, também na RegiãoSerrana, uma cadeira em particular, de madeira de demolição, chama a atenção pela pintura.

“Ela leva quatro demãos de tinta. essa técnica (policromia) é a mesma utilizada na pintura dos santos barrocos” explica Sônia Infante, proprietária da loja.

Outra grata surpresa vem do sofá Malibu, da Vimoso, que tem a estrutura feita de fribra natural, com amarrações de junco. Para completar a decoração de um ambiente que tenha a peça, vale optar, por exemplo, por cachepôs de cerâmica com alças de ferro.

LEIA MAIS:

Escolha o seu estilo preferido de jardim

Pedras naturais ganham destaque nos projetos de arquitetura

Blogueiras dão dicas sobre decoração

2 Comentários

  1. Resgate da verdadeira Arquitetura onde as pecas,casas e todos artefatos eram realmente trabalhado. Contornos, detalhes, enfim inspiracao e vontade de ser ter algo unico e bem feito. A velocidade das construcoes e das linhas retas trouxeram a rapidez de finalizacao esquecendo a riqueza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.