06/05/2007

Perfil de solteiros é foco de atendimento

Fonte: O Estado de S. Paulo

Construtora Cyrela criou sistema Facilities para condomínios

Apostando no público que faz questão de comodidade, a Cyrela criou um sistema de administração de condomínios que funciona apenas em empreendimentos construídos pela empresa. O “facilities” inclui uma infra-estrutura de hotelaria que oferece arrumação, limpeza, recepção e segurança a um custo fixo, cobrado na taxa condominial.

“Implantamos em edifícios com perfil de single ou de altos executivos que precisam de serviços e querem estar em um empreendimento com um certo glamour de hotel, com preços de condomínio”, afirma Vânia Reis, gestora da marca.

Ela ressalta que os empreendimentos são estritamente residenciais, apesar da gama de profissionais e serviços envolvidos. “As pessoas não querem sentir que moram num hotel, mas num condomínio bem servido.” Mesmo porque, não há público flutuante, todos são moradores.

Há dois tipos de serviços. Nos apartamentos pequenos, onde o público predominante é de solteiros, faz-se o serviço básico de arrumação de cama, banheiro, retirada do lixo. Quando necessário, serviços emergenciais de manutenção como troca de lâmpada, desentupimento estão incluídos no pacote. Para limpeza pesada, dog walk, comida congelada, o pagamento é a parte.

Os serviços que estão fora do pacote podem ser contratados pelo portal do facilities na internet. A administração do prédio gerencia todas as negociações.Já nos apartamentos maiores, onde moram famílias, os serviços diários não entram na área privativa.

A busca pelo serviço que funciona desde 2001 em alguns empreendimentos da Cyrela devem crescer. A expectativa é que até 2016, cerca de 30 mil unidades sejam contempladas. E o preço, segundo Vânia, compensa. “Trabalhamos a partir de R$ 297. Nisso, a pessoa já economiza R$ 80 de TV a cabo.”

Coletivo

Na opinião do proprietário da administradora Techsys, que gerencia vários residenciais no mesmo perfil, para ser vantajoso para o morador, a maior parte das comodidades de um residencial com serviços deve ser inclusa na taxa do condomínio. Apenas as que não são usadas pela maioria dos moradores devem ser cobradas separadamente. “Na maioria dos casos sai muito mais barato fazer um contrato coletivo”, diz.

Leia também

Serviços para facilitar a vida

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.