25/11/2009

Pesquisa com materiais é destaque no 23º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira

Fonte: O Globo

Rio de Janeiro – A experimentação com o uso de materiais em mobiliário ganha destaque no 23º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira (MCB), que acontece no dia 24 de novembro e fica aberto à visitação até o dia 17 de janeiro de 2010. O evento, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, concedeu o primeiro lugar aos designers de produto, Paulo Alves da Silva Filho e Luís Fagner Koga Suzuki, criadores da cadeira Atibaia, Paulo Roberto Ceschin Foggiato com a poltrona Bambu #5, a mesa Demoiselle e a cadeira Lapa. A investigação dos designers e a excelência do resultado na qualidade das peças impressionaram o júri.

Para a diretora Geral do MCB, Miriam Lerner, o prêmio revelou “a intensa experimentação dos designers de produto em busca de novos usos para antigos materiais”. Giancarlo Latorraca, diretor Técnico do MCB, diz que “este ano a preocupação em fazer produtos que não tragam prejuízos para a natureza está acentuada e com resultados mais concretos”.

A estrutura da cadeira Atibaia é construída com delgados sarrafos, como se fossem galhos que se articulam, uma forma derivada das propriedades da madeira empregada. É feita em catuaba, madeira leve porém resistente por ter fibras longas.

“A essa madeira raramente se atribui um uso mais nobre, como acontece com tantas espécies da flora brasileira, com qualidades que poderiam ser muito bem aproveitadas se estudadas e experimentadas como mereciam. O conforto que uma cadeira deve ter foi exaustivamente pensado, chegando ao requinte de ter os apoios de braços afinados por baixo para se encaixar na dobra entre os dedos e a palma das mãos”, explicam Paulo Alves da Silva Filho e Luís Fagner Koga Suzuki

A linha de laminados de bambu, a mesa Demoiselle, a cadeira Lapa e a poltrona Bambu #5 são feitas de laminados de bambu, material sustentável, resistente e de baixo custo, até então pouco utilizado para a produção de mobiliário neste formato de compensado, que resulta em produto totalmente diferente dos tradicionais móveis de bambu.

“Um projeto de linhas bastante simples e leves, uma solução bem atual – define Paulo Roberto Ceschin Foggiato, que ao produzir os móveis com o material abre novas possibilidades para seu uso.
Nos produtos resultantes da laminação do bambu, é particularmente interessante notar que a tecnologia desenvolvida possibilitou o resgate de soluções clássicas do universo do mobiliário em madeira laminada e pouco usuais no universo do mobiliário em bambu.”

UTENSÍLIOS DOMÉSTICOS TAMBÉM GANHAM DESTAQUE NO EVENTO – Na categoria Utensílios, o primeiro lugar foi para o cesto de compras Smarkt, desenvolvido pelo escritório Chelles & Hayashi Design e produzido com materiais não oxidáveis, fáceis de esterilizar e lavar. Recicláveis, são facilmente desmontáveis para descarte. Na categoria Iluminação, o designer de produto Fernando Prado ganhou o primeiro lugar com a luminária para apoiar na parede Lift, que tem um sistema de fixação pouco usual, visualmente leve. A cúpula, feita de madeira para dar uma difusão de luz numa tonalidade mais aconchegante, pode ser deslizada através de sua haste inclinada, para cima ou para baixo conforme o efeito de luz desejado.

A lavadora semi-automática Latina Rubi, desenvolvida pelos designers de produto Ronis Paixão, Paulo Aleixo Coli e Marcos Rocha, conquistou o primeiro lugar na categoria Equipamentos Eletroeletrônicos. Os designers Ana Lúcia de Lima Pontes Orlovitz e Luiz Moquiuti Morales ganharam o primeiro lugar na categoria Equipamentos de Construção com a torneira da linha Twin.

SERVIÇO:
Exposição: “23º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira (MCB)”. Abertura da mostra e premiação: 24 de novembro, às 19h30 . Visitação: 25 de novembro a 17 de janeiro, de terça a domingo, das 10h às 18h. Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Faria Lima, 2705 – Tel. 11 3032-3727 Jardim Paulistano São Paulo. Ingresso: R$ 4,00 – Estudantes: R$ 2,00 Gratuito domingos e feriados. Classificação indicativa: livre

ENCONTRE SEU IMÓVEL NO ZAP:

LEIA MAIS:

ADEGAS PARA MANTER A QUALIDADE DO VINHO

MÓVEL SOB MEDIDAS NO LUGAR CERTO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.