03/09/2018

Veja quanto custa morar em periferias de quatro capitais brasileiras

São Paulo tem bairros “populares” com preço do m² mais elevado

Fonte: ZAP em Casa

As periferias dos grandes centros tem crescido e acompanhando o desenvolvimento da infraestrutura, tanto que, muitas dessas regiões possuem elevados índices habitacionais. Pensando nisso, o ZAP, realizou uma pesquisa inédita que identificou o custo de se morar na periferia de quatro das principais cidades do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte. Aquela com o valor de m² mais elevado é a capital paulista com o custo mediano para compra de R$ 4.642, seguido pela capital fluminense (R$ 3.770), POA (R$ 3.699) E BH (R$ 3.421).

Dentro das cidades, foram analisados os 10 bairros menos valorizados. Na capital de São Paulo, as sete primeiras colocações ficam na zona leste, o líder é Arthur Alvim (R$ 3.875), seguido de Itaquera (R$ 4.316), Sapopemba (R$ 4.341) e São Miguel Paulista (R$ 4.348). A média da cidade da capital paulista é R$ 8.755. Nos bairros da periferia paulista os imóveis até R$300 mil são os mais presentes, representam, em média, 83% das ofertas. Eles são destaque em Arthur Alvim, Itaquera e São Mateus, com 95%, 94% e 92% O tamanho dos imóveis, somente apartamentos foram observados, também foi analisado nas áreas populares do município e as residências até 90m² são os mais ofertados.

(Foto: Shutterstock)

Analisando a cidade do Rio de Janeiro, pode-se ver que as regiões norte e oeste dominam o ranking com seis e quatro bairros, respectivamente. Realengo é o bairro com o preço de m² mais baixo com R$ 3.162, na sequência estão Campo Grande (R$ 3.453), Praça Seca (R$ 3.612) e Madureira (R$ 3.626), o preço mediano da cidade do Rio de Janeiro é de R$ 9.596, o mais alto do Brasil. Os imóveis até R$ 300 mil são a maioria entre as ofertas, em média, 78,9%, com destaque para Realengo (92%), Madureira (89%) e Itanhangá (88%). Aqueles com até 90 m² representam a maior disponibilidade com 90,1%.

Já observando a capital gaúcha, vemos que as zonas sul e norte são as mais presentes no ranking dos dez bairros mais populares com cinco e quatro representantes, respectivamente. O preço mediano do m² do município é R$ 5.678. Os líderes do ranking dos bairros mais populares são Restinga (R$ 2.708), Rubem Berta (R$ 3.241), Lomba do Pinheiro (R$ 3.292) e Navegantes (R$ 3.421). Os imóveis até R$ 200 mil são os mais ofertados, eles representam, em média, mais de 50% da disponibilidade, com destaque para Restinga, Lomba do Pinheiro e Rubem Berta com 100%, 95% e 85% das ofertas. Aqueles com até 60m² são os mais disponíveis com a média de 62,7% da representatividade.

Realengo, Rio de Janeiro(Foto: Shutterstock)

Por fim, detalhando Belo Horizonte vemos que o preço médio do m² da cidade é R$ 6.422, detalhando os bairros mais populares vemos Jardim Leblon (R$ 2.901), Rio Branco (R$ 3.216), São João Batista (R$ 3.240) e Candelaria (R$ 3.292). Os imóveis até R$ 250 mil são os mais presentes dentro das periferias do município sendo 67,4% das ofertas, em média, se destacando Jardim Leblon (100%), Rio Branco e São João Batista com 97%, cada. Observando o tamanho deles, vemos que imóveis até 90 m² são os mais disponíveis, em média, representam 76% das ofertas dentro dos 10 bairros mais populares.

Bairros populares tem aluguel 50% abaixo

A locação de um imóvel sempre é a alternativa para quem busca uma nova moradia. Quando analisamos as periferias com a média das cidades, vemos que o valor do m² pode ser perto de 50% abaixo. O maior destaque fica para o Rio de Janeiro, o preço mediano da cidade é de R$ 31,2/m², quando comparamos com os bairros com menor valor Praça Seca (R$13/m²) e Realengo (R$14/m²) vemos que a diferença fica acima da metade do valor.

Quando observamos São Paulo, vemos que o valor mediano do m² na cidade é de R$36,6, já nos bairros populares temos Sapopemba (R$16/m²), Artur Alvim (R$18/m²) e São Mateus (R$19/m²). Seguindo para Porto Alegre e Belo Horizonte, temos um preço mediano de R$21,1 e R$20,1, respectivamente. Na capital gaúcha, os bairros populares com menor preço para locação são Restinga e Lomba do Pinheiro, com R$13/m². Já na cidade mineira temos Copacabana, São João Batista, Santa Terezinha e Camargos com R$13/m².

(Foto: Shutterstock)

Para o VP de Analytics do Grupo ZAP, Caio Bianchi, os bairros mais populares possuem um perfil único, principalmente em questão de valores e infraestrutura que compõe o arredor das residências. “Vemos que, no geral, apartamentos de até dois dormitórios são os mais ofertados. Isso é um reflexo dos investimentos do mercado em verticalização com preços mais baixos, pois a metragem, como mostra o estudo fica perto dos 60 m². Esse bairros possuem uma diferença relevante, quando comparados com a média da cidade, pois questões estruturais influenciam diretamente no valor dos imóveis”, finaliza.

(Foto: Shutterstock)

+ Pesquisa mostra os imóveis mais desejados para compra na região Nordeste

+ Pesquisa mostra os imóveis mais desejados para compra na região Sul

+ Pesquisa mostra as características dos imóveis mais desejados para compra no Brasil

+ Pesquisa realizada pelo ZAP mostra os imóveis mais desejados para compra na região sudeste

Tags: pesquisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.