25/10/2017

Pesquisa realizada pelo ZAP mostra os imóveis mais desejados para compra na região sudeste

A grande maioria busca por empreendimentos com até 2 dormitórios

Fonte: ZAP em Casa

Um estudo feito pela área de Inteligência de Mercado do ZAP, mostra as características dos imóveis mais desejados para compra na região Sudeste, além do perfil de quem busca imóveis nessas capitais.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Segundo o estudo, é possível perceber que os imóveis mais procurados na cidade de São Paulo possuem de 1 a 2 dormitórios, o que representa 66% das buscas, no Rio de Janeiro, 64% das pessoas procuram um imóvel com essa mesma característica.

São Paulo (Foto: Shutterstock)

Comparando com as outras capitais da região sudeste, é possível perceber que mais da metade das buscas nas cidades de Belo Horizonte e Vitória, são para imóveis com 3 e 4 dormitórios.

Essa diferença pelo número de dormitórios também pode ser vista no tamanho médio do imóvel, já que a busca da área privativa nas capitais analisadas é em torno de 87m². Sendo que, São Paulo tem o menor tamanho, em média 60m² e Vitória o maior tamanho, em torno de 90m².

Rio de Janeiro (Foto: Shutterstock)

No mesmo levantamento, percebemos uma grande diferença na média dos preços nas capitais analisadas. Por exemplo, o preço médio do m² em Vitória é de 5.675, o menor dentre as capitais do Sudeste. Já o Rio de Janeiro, tem o preço médio de R$ 10.000. Fazendo uma comparação, com R$ 500 mil reais, é possível comprar um imóvel no Rio de Janeiro de 50m², em Vitória, com esse mesmo valor, é possível adquirir um empreendimento de 88m².

Além disso, com a pesquisa divulgada, percebemos que, o bairro mais caro do Rio de Janeiro é o Leblon, onde o valor médio do m² é de R$ 20 mil. Se compararmos com os bairros mais caros das outras capitais analisadas (São Paulo, Vitória e Belo Horizonte), podemos notar que:

(Foto: Noelly Capovilla/ZAP em Casa)

– O Leblon é em torno de 1,5 vezes mais caro que Vila Nova Conceição, em São Paulo;

– Duas vezes mais que o Savassi, bairro mais caro de Belo Horizonte, onde o m² é de R$ 11.800;

– Três vezes mais caro que Barro Velho, o bairro mais caro de Vitória, e custa R$ 7 mil o m².

Com os dados divulgados, é possível perceber que em torno de 59% dos usuários estão na faixa dos 25 a 44 anos. Além disso, é possível observar que a cidade do Rio de Janeiros é a que tem a idade mais avançada, 40 anos. Já em Belo Horizonte e Vitória, a idade média é de 38 anos. Outro número levantado mostra que o público feminino é o que mais realiza buscas por imóveis em todas as capitais analisadas na região sudeste, representando aproximadamente 60%.

Belo Horizonte (Foto: Shutterstock)

Dentre as capitais analisadas, é possível perceber que São Paulo e Vitória mostram um percentual mais equilibrado, onde 58% do público é formado por mulheres, contra 42% dos homens. No Rio de Janeiro essa diferença é um pouco maior, pois o público feminino representa 60% e o masculino 40%.

Vitória (Foto: Shutterstock)

+ Pesquisa mostra as características dos imóveis mais desejados para compra no Brasil

+ Os bairros mais “gourmet” de São Paulo

+ Crescimento imobiliário de 2014 poderá voltar só após 2019

+ Tecnologias despontam como soluções para o mercado imobiliário brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.