18/09/2006

Pintores de “final de semana”

Fonte: Editoria Zap

Em tempos de economia, pintores de “final de semana” devem aprender pequenas regras básicas para economizar tempo e dinheiro na hora de trabalhar em casa

Zap o especialista em imóveis

Não basta ter criatividade, vontade e disposição para mudar a cara daquela parede da sala. Na onda da bricolagem, muitas pessoas se aventuram pelo mundo da pintura sem saber que, aprendendo pequenas técnicas, pode-se economizar tempo, tinta e, principalmente, dinheiro.

Cada superfície deve ser pintada com produtos diferentes, cada efeito visual precisa ser feito com os materiais certos e cada ambiente merece um tratamento diferenciado para que o resultado final agrade e não surjam problemas futuros, como pinturas descascadas e bolhas.

Confira abaixo algumas dicas simples indicada pelo consultor José Alves Cintrão Neto, da Tintas Solventex, para obter um rendimento 100% eficiente na hora de pintar a sua casa:

De olho nos materiais

A escolha correta dos materiais é muito importante para um bom resultado. Veja a seguir para que serve cada um deles:

Rolos: os rolos são ideais para áreas grandes como paredes ou tetos.

· Rolo de lã (pêlo baixo) – indicado para tintas PVA e Acrílica.

· Rolo de espuma – indicado para esmaltes, tinta óleo e vernizes.

· Rolo de espuma rígida ou borracha – indicado para dar efeito em textura.

Pincéis: a qualidade do pincel tem um efeito direto na qualidade do acabamento e na facilidade em controlar e aplicar a tinta:

Pincéis com cerdas escuras – indicados para aplicação de tintas a base de solvente como os esmaltes, tintas óleo e vernizes.
Pincéis com cerdas grisalhas – indicados para aplicação de tintas a base de água como as tintas PVA e Acrílica.

Outras ferramentas:

Espátulas de aço – usadas para aplicação de massas em grandes áreas
Desempenadeiras de aço – ideais para a aplicação de massas em grandes áreas

Como conservar os materiais?

Limpe e guarde os materiais de maneira correta:

Tintas a base de solvente, esmalte, verniz, tinta óleo – limpar os materiais com jornal e lavar com água raz ou thinner.
Tintas a base de água (tinta acrílica e PVA) – lavar os pincéis com água e sabão.

Depois de aprender a utilizar corretamente cada material, a principal regra na hora de aplicar a tinta é começar usando cores mais suaves, com pequenos detalhes em tons intensos, e seguir a seguinte ordem para pintar um ambiente: comece pelo teto, siga pelas paredes, depois pinte as portas, janelas e, finalmente, o rodapé. Desta maneira, você economizará tempo e dinheiro.

Evite os problemas

Para evitar o surgimento de manchas esbranquiçadas na superfície pintada, chamada de eflorescência, é essencial aguardar a secagem da superfície antes de aplicar a tinta.
Bolhas em pinturas sobre alvenarias em paredes internas podem ser evitadas com a eliminação da poeira do lixamento da massa corrida e diluindo muito bem a tinta. O uso de massa corrida muito fraca, de baixa qualidade, também pode provocar bolhas.
O descascamento da tinta pode ocorrer quando a pintura for executada sobre caiação (camada de pó de cal). Evite este problema eliminando as partes soltas ou mal aderidas, raspando ou escovando a superfície.
Para evitar que a pintura se esfarele com o tempo, deve-se aguardar cerca de 28 dias para que um reboco novo esteja curado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.