03/12/2013

Piscinas são opção para se refrescar no verão

Conheça as opções e saiba escolher a melhor para o seu espaço e seu bolso

Fonte: ZAP Imóveis

O verão está chegando e muita gente sonha nessa época em ter uma piscina em casa para se refrescar e aproveitar o clima desta estação. Normalmente, as opções recaem entre uma piscina de concreto, de fibra de vidro ou de vinil.

Piscinas são opção para se refrescar no verão
As piscinas de concreto são mais caras, mas a vantagem é a vida útil (Fotos: Thinkstock)

O arquiteto Augdan de Oliveira Leite explica que as de concreto são mais caras, mas têm a vantagem de ser praticamente eternas. “A vida útil é seu principal ponto positivo e elas podem ser revestidas de cerâmica, pastilhas de cerâmica ou pastilhas de vidro”, diz.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Na opinião de Augdan, as de fibra de vidro têm a desvantagem de desbotarem. Já as de vinil, além de serem mais em conta, visualmente ficam mais bonitas que as de fibra.

“Minha recomendação em relação à piscina de vinil é que o comprador verifique se a empresa é idônea e peça todas as garantias para não ter problemas posteriores, como vazamentos”, alerta Augdan.

Piscinas são opção para se refrescar no verão
Modelo de piscina inflável é uma opção para quem quer aproveitar o verão sem gastar muito

Ele recomenda que o comprador verifique como será feita a instalação e se certifique de que tudo está em ordem antes da colocação do material vinílico, que é a última etapa do processo, para que não sejam geradas bolhas, o que pode comprometer a durabilidade da piscina.

O mais interessante é que, de longe, a piscina de vinil parece ser de alvenaria. Mas sua construção é mais rápida. Outra vantagem é que tem flexibilidade no formato e incontáveis opções de estampas, que imitam as pastilhas das piscinas de alvenaria.

Com o vinil, também é possível fazer prainhas, bares e saunas acopladas. Mas é preciso tomar cuidado com objetos pontiagudos, que podem danificar o vinil.

Instalação – A instalação leva, em média, um mês. Ela é construída em alvenaria armada estrutural. Depois da escavação, é feita uma estrutura com blocos de 15 cm e, a cada dois metros, são erguidas as colunas de concreto armado para dar sustentação.

Em seguida, aplica-se reboco liso nas paredes, como em uma parede de construção comum, e o fundo é preparado com concreto leve. Depois, são instalados os dispositivos para entrada e saída da água. Nesta fase podem ser instalados equipamentos de hidromassagem e iluminação.

Antes do revestimento vinílico, nas bordas é instalado o perfil de PVC, no qual é encaixado o vinil, que é estendido no recipiente e amoldado nas paredes com a pressão da própria água da piscina. O vinil se encaixa nos mais variados formatos, o que permite que a piscina tenha curvas, retas e profundidades diferentes.

Piscinas são opção para se refrescar no verão
Se o objetivo é se refrescar, qualquer formato de piscina é bem-vindo

Preços – Cintia Lidonis, da empresa Canto das Piscinas, que comercializa piscinas de concreto, fibra de vidro e vinil, confirma que as de revestimento vinílico são as mais em conta.

“A piscina de vinil é a mais vendida devido à infinidade de formatos, a rapidez da obra, que leva no máximo 40 dias, o custo baixo e os revestimentos de hoje que, com a tecnologia, ficam bem parecidos com pastilhas, tornando a piscina mais charmosa”, afirma Cintia.

Segundo ela, uma piscina de vinil de 5 m x 3 m x 1 m sai por R$ 11.000. Com 6 m x 3 m x 1,40 m, custa R$ 13.500, com material, equipamentos e mão de obra incluídos.

“Uma piscina de concreto, com revestimento em azulejo, com uma medida média para áreas em São Paulo, custa R$ 28.000 com material, equipamentos e mão de obra. Devido ao tempo de obra, que leva cerca de 60 dias, e o custo elevado, é pouco comercializada”, diz.

Ela conta que as piscinas de fibra também são pouco vendidas, principalmente por conta da limitação de formatos e a dificuldade para o transporte. Uma com 6 m x 3 m x 1,40 m custa R$ 15.900, com material, equipamentos e mão de obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.